segunda-feira, 27 de março de 2017

Recôncavo News

É MENTIRA: Notícia dizendo que cerveja com urina de cavalo foi encontrada em operação da PF na Bahia é falsa

Depois que a Polícia Federal deflagrou a Operação Carne Fraca, a qualidade (ou falta dela) do que consumimos virou pauta de nossas conversas diárias, notícias e, claro, de posts em redes sociais e boatos na internet. Há uma semana, desmentimos uma história que apontava que pombos estavam sendo moídos junto na fabricação de cerveja na Ambev. Agora, uma imagem que circula por WhatsApp e Facebook mostra o que seria uma matéria do G1 apontando que a Polícia Federal encontrou urina de cavalo em fábricas de cerveja na Bahia. Leia:
PF: Operação em cervejarias na Bahia: Hoje por volta das 05h00 deu início mais uma operação da PF, dessa vez em cervejarias da Bahia. Após denúncias de ex-funcionário que diziam conter urina de cavalo na composição das cervejas. A PF visitou as instalações das cervejarias Ambev e Brasil Kirin, responsáveis por diversas marcas de cervejas. Testes laboratórios foram feitos para constatar qualquer tipo de composição proibida, e pra surpresa dos agentes, foram encontrados urina de cavalo e suco de milho. Cerca de 10 pessoas foram presas e levadas para a sede da PF, as empresas foram interditadas por tempo indeterminado.
Como era de se esperar, a informação está deixando fãs da bebida um tanto quanto preocupados. Mas será mesmo que existiu a tal operação da PF em fábricas de cerveja na Bahia e que urina de cavalo foi encontrada na composição da bebida? A resposta é não. Vamos aos fatos. De cara, tentamos dar uma “googlada” para saber se a tal informação foi mesmo noticiada. Não só não encontramos nenhuma notícia do G1 como também não encontramos informação nenhuma em relação a tal operação. Um caso tão bombástico seria, com certeza, noticiado por todos (sem exagero) grandes veículos de mídia.
Com essa informação, resolvemos analisar a tal imagem e chegamos à conclusão que ela é uma montagem grosseira. Primeiro, a categoria que a notícia está encaixada é “Planeta Bizarro”. Nunca uma matéria dessas seria “relegada” à uma editoria que fala de curiosidades. No caso do G1, estaria em “economia”, “Bahia” ou “notícias. Além disso, a fonte (tipo de letra) usada na “notícia” é diferente da utilizada no resto da página, há diversos erros de português no texto e o layout é o antigo do G1. Se você for entrar no portal de notícias da Globo, vai ver que ele não tem nada a ver com o da imagem. Ou seja, a notícia não teria como ter sido publicada em “25/03/2017”.
Resumindo: a falta de notícias falando da operação da PF que achou urina de cavalo na cerveja e erros grosseiros (inclusive de ortografia) no que seria o “print” da página do G1 mostram que a informação que circula na internet é falsa. Pode beber a sua cerveja, mas com moderação. Fonte: E-Boatos.