Plantão Policial

Entenda a diferença entre loteamentos e condomínios de lotes

Os dois modelos são bem diferentes e você deve saber a importância antes de comprar ou alugar.

Quando a gente lê esses termos logo já pensa que se trata da mesma coisa, só que com nomes diferentes. 

Mas a verdade é que os dois empreendimentos são completamente distintos e capazes de confundir a cabeça de muitos consumidores. 

A confusão acontece porque, na maioria das vezes, os loteamentos são comercializados como se fossem condomínios fechados. 

Porque ao colocar uma portaria e criar espaços de lazer para os moradores, fica muito fácil de confundir. 

Por isso decidimos fazer este post onde vamos falar sobre as principais dúvidas que existem sobre os dois tipos de empreendimento, para que você fique atento antes de finalizar qualquer negócio. 

Confira!

Diferenças entre condomínios fechados e loteamentos

Quando falamos em loteamento, estamos nos referindo a compra de uma área específica, a referente a construção da sua casa por exemplo. 

Já em um condomínio, você paga pela área que vai construir e pelas área comuns, como as ruas de acesso e espaços de lazer.  

Mas você pode se perguntar, um loteamento também tem ruas e aí? 

Bom, nesse caso quando o projeto do loteamento é aprovado as ruas passam a ser de domínio público. 

Por isso as pessoas podem entrar e circular livremente pelas ruas e espaços que tem lá, o que não acontece no caso de um condomínio, onde existe uma portaria e o acesso de pessoas que não moram no local é controlada. 

Então, se você está pensando em comprar ou até mesmo alugar um imóvel dentro de um loteamento tenha em mente que a segurança e exclusividade não serão as mesmas de um condomínio fechado com portaria e restrição de acesso. 

E no caso dos condomínios os moradores são obrigados a pagar uma taxa para a manutenção das áreas comuns. 

Se você deixa de pagar esse valor, você se torna inadimplente e pode até perder seu patrimônio por meio de execução judicial. 

E é por causa dessa questão que existe a figura do síndico, que é o responsável por cuidar da arrecadação da taxa e gerenciar os serviços de manutenção. 

Loteamento fechado existe?

Você pode se surpreender, já que até agora estamos falando que os loteamentos são abertos, mas existe uma exceção. 

O loteamento, logo após autorizada a sua abertura pode solicitar que fique “fechado”. 

Com fechado nós queremos dizer que pode ser instalada uma portaria e o acesso pode ficar um pouco restrito para quem não mora dentro do loteamento, a entrada só é liberada mediante a apresentação de documentos de identificação.

Mas isso só pode acontecer enquanto houver o consentimento do município. 

Se a cidade voltar atrás dessa decisão, o loteamento é aberto e as pessoas podem circular normalmente pelo local sem que a portaria exija qualquer documento.  

Há outro detalhe sobre os loteamentos fechados que é legal de você saber. 

Assim que o município aprova que o loteamento fique fechado é criada uma associação, parecida com as associações de moradores de bairros. 

Essa associação pode cobrar taxa de manutenção e outros valores para custear melhorias no empreendimento mas nada que seja fixo. 

E outro detalhe é que os moradores não são obrigados a participar dessa associação. 

Deu para entender melhor as diferenças entre esses dois modelos de empreendimento? 

Tentamos ser bem práticos e mostrar questões que realmente podem influenciar a sua tomada de decisão.  

Então nós esperamos que todas as suas dúvidas tenham sido tiradas!

E para finalizar, uma última dica: Antes fechar a venda ou a locação de um imóvel, seja em loteamento ou um condomínio vá até o cartório de registro de imóveis para saber se o local está totalmente legalizado ou se há pendências que podem te trazer complicações.