Plantão Policial

A tecnologia como importante incentivo na manutenção industrial

Como foi a evolução dessa manutenção e como ela pode ser aplicada nas indústrias

Durante muitos anos não havia um sistema de prevenção dentro das indústrias, somente a manutenção corretiva, que é a reparação de peças e equipamentos somente depois de falharem ou estragarem.

Essa ideia só evoluiu no Brasil, a partir da década de 1980, quando os modelos administrativos de outros países passaram a influenciar o modo de manutenção daqui, com a chegada da Manutenção Produtiva Total e a Manutenção Centrada na Confiabilidade.

Esses modelos incentivaram o investimento em estratégias de manutenção preventiva e preditiva, com o auxílio do profissional de Tecnologia em Automação Industrial. Onde o mesmo estuda todos os equipamentos e instalações e identifica as funções de cada um, as possíveis falhas, etc.

A evolução do mercado

O mercado de manutenção mudou e continua mudando desde os últimos anos, principalmente no que diz respeito à conscientização e o reconhecimento da responsabilidade das empresas. A manutenção está diretamente ligada à redução de acidentes de trabalho, do consumo de energia e aumento da produtividade dos equipamentos.

Atualmente é preciso adotar novas práticas e agregar novas tecnologias para ajudar as equipes de operação, segurança, meio ambiente e qualidade a trazerem a manutenção como ferramenta para um equilíbrio dentro da indústria, impactando-a positivamente.

Aumento do conhecimento

Hoje existem métodos de inspeção que permitem dizer ao profissional Tecnologia em Automação Industrial o momento mais adequado para se fazer uma manutenção preventiva e isso também reduz custos, pois faz com que o intervalo entre as prevenções aumente.

O software dentro da indústria é o principal ponto de apoio do profissional de manutenção e passou a ser obrigatório nos departamentos de manutenção, pois registra ocorrências, mede tempo, produz dados estatísticos, consulta históricos e fichas técnicas, tudo isso garantindo a execução da manutenção rotineira.

E não para por aí, já vemos no mercado o uso de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, no auxílio dessa coleta de dados, assim como no uso mais intenso de sistema de automação industrial. E essa evolução faz com que haja uma maior velocidade no acesso a informação dentro da área de manutenção.

Motivos para investir na manutenção das máquinas

1. Reduzir custos
Quanto mais cedo a manutenção é feita nos equipamentos, maior a chance de detectar algum erro antes que aconteça e gere mais gastos. Assim é possível realizar o reparo dos defeitos antes que se agravem, automaticamente reduzindo custos e evitando a perda de máquinas em decorrência de alguma falha não identificada ou prevenida.

2. Manter a boa produtividade
Com a manutenção correta dos equipamentos da indústria, as falhas têm menos chances de ocorrer, o que faz com que a produtividade e rendimento se mantenham sem nenhum prejuízo.

3. Maior confiabilidade
Após as manutenções rotineiras, caso não haja nenhuma falha, as máquinas e equipamentos ficam prontos para o uso, sem causar transtornos, o que garante que eles estejam em boas condições de serviço e não oferece nenhum risco ao operador e ainda reitera a importância de um bom profissional de Tecnologia em Automação Industrial.