Plantão Policial

Novo Portal ajuda a encontrar médicos que prescrevem Maconha Medicinal

maconha medicinal canabidiol
A startup Dr. Cannabis é um portal que foi lançado em 2018 e tem como proposta fazer um banco de dados de médicos que prescrevem maconha medicinal, fornecedores de medicamentos à base de cannabis e pacientes com interesse em comprá-los. 

Dessa forma, os pacientes que utilizam a cannabis para doenças têm uma forma mais simples de conseguir uma prescrição e de comprar o medicamento.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a importação do óleo de canabidiol (CBD) desde o final de 2014. Porém, mesmo após esses anos, o avanço para a liberação desses medicamentos no Brasil tem sido lento.

Cerca de 4.500 pacientes já conseguiram a permissão para importar medicamentos compostos por canabinoides desde 2015. 

Além disso, 800 médicos brasileiros já estão habilitados para prescrever esses medicamentos. Por conta desses grandes números, o Dr. Cannabis surgiu para criar uma ponte entre médicos e pacientes.

Maconha medicinal para o tratamento de doenças

Hoje, no Brasil, para conseguir um tratamento que utilize o canabidiol é preciso se consultar com um médico que prescreva medicamentos à base de canabinoides. Além disso, é preciso laudo médico, termo de responsabilidade e cadastro na Anvisa. 

A questão é que não é possível, ainda, comprar os medicamentos no Brasil. Por isso, muitas pessoas que precisam utilizá-los importam eles de outros países.

A partir da cannabis, pode-se obter mais de 80 canabinoides, com diferentes propriedades e formas de uso. Os mais conhecidos são o tetraidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD), que são as substâncias que brasileiros podem usar para os tratamentos.

O canabidiol é extraído da Cannabis sativa, um dos dois tipos de maconha. Ele atua no Sistema Nervoso Central e auxilia no tratamento de doenças como mal de Parkinson, ansiedade, esquizofrenia, epilepsia, câncer, Alzheimer, entre outras. 

Muitos estudos ainda estão sendo feitos sobre os canabinoides e suas propriedades. Dessa forma, cada vez mais se está descobrindo mais benefícios para tratar as doenças. É o caso do próprio THC. 

Quando a planta passa pelo processo de secagem, há o THC com psicoatividade. Porém, a planta fresca apresenta um THC na forma ácida e sem psicoatividade, conhecido como THCA. Essa substância pode estimular o apetite em pacientes que sofrem de anorexia nervosa e caquexia.

Outras pesquisas mostraram que o THCA tem propriedades antiproliferativas, que inibem o crescimento de células cancerosa e anti-inflamatórias. Além disso, identificou-se que ele auxiliar na dor, em espasmos musculares e com a insônia.

O portal era a ponte que faltava

O portal Dr. Cannabis faz a ponte entre o paciente e o médico. A partir dele é possível encontrar médicos especialistas que prescrevem a maconha medicinal. Para isso, os pacientes e médicos precisam realizar um cadastro na plataforma. 

Ele foi criado por Viviane Sedola e pela médica Paula Dall’Stella. Esta última é pioneira na prescrição e acompanhamento de pacientes que utilizam a cannabis medicinal. 

Após o médico prescrever o medicamento, a Dr. Cannabis realiza o processo de autorização e de importação do remédio. Dessa forma, a plataforma é financiada pelas próprias farmacêuticas, que pagam uma percentagem pela venda dos produtos.

O portal também fornece conteúdo científico sobre a cannabis e seus efeitos medicinais. Assim, as pessoas também têm a oportunidade de ler sobre a maconha medicinal em uma fonte confiável.

Dessa forma, o Brasil conta com um importante portal para que pacientes e médicos possam se encontrar e utilizar como tratamento a maconha medicinal. Além disso, ele difunde conhecimento a respeito do uso da cannabis para fins medicinais.

O Brasil ainda tem muito a discutir e progredir sobre o uso de maconha para tratamentos de doenças. Apesar de já estar autorizado o uso do THC e Canabidiol, não há farmácia ou empresa que faça a venda de medicamentos com essas substâncias no país. Por isso, os pacientes precisam importá-los. 

A Dr. Cannabis propõe uma solução para isso, enquanto não há comercialização desses medicamentos dentro do país. Dessa forma, ela está contribuindo para que pessoas possam ter acesso aos tratamentos com a maconha medicinal.