• Plantão Recôncavo News

    segunda-feira, 15 de maio de 2017

    Maraú: Atleta da APEMA karatê de Barra Grande é convocado pela seleção brasileira para disputar mundial na Europa

    Foto: Barra Grande News.
    A competição acontece em Dublin, na Irlanda nos dias 14 a 21 de agosto. Participarão dessa competição os melhores do mundo. “’E um mais um sonho realizado, representar meu país na Europa disputando um campeonato mundial de Karatê”, comemorou o carateca. Marcelino como é conhecido irá disputar o 15º campeonato mundial de karatê em Dublin, na Irlanda, representando o Brasil no Europa. Marcelo que tem 19 anos, vai participar da categoria a partir de 68 quilos (adulto), faixa preta e marrom. A competição acontece em Dublin, de 14 a 21 de agosto. Participarão dessa competição os melhores do mundo. “’E um mais um sonho realizado, representar meu país na Europa disputando um campeonato mundial de Karatê”, comemorou o carateca.
    Me chamo Marcelo Santos Silva, vivi toda minha infância no interior da Bahia onde passei muitas necessidades e dificuldades. Aos 15 anos, conheci o karatê, me apaixonei pelo esporte e ele transformou minha vida. Deixei de viver nas ruas e hoje tenho uma vida com melhores perspectivas. Hoje sou atleta de Karatê, e fui convocado para representar a Seleção Brasileira no XIV Campeonato JKA de Karatê na cidade de Dublin – Irlanda, em setembro de 2017. A previsão de despesas com a viagem e disputa da competição é R$ 10.000,00 entre taxa de inscrição, transporte, hospedagem e alimentação do atleta. Conto com o apoio de todos. Será um orgulho poder representar nosso país.
    A bagagem do esportista é admirada por todos, conquistou na América do Sul, o sul-americano em 2014, em São Paulo, o campeonato brasileiro em Fortaleza, em 2013, o vice campeonato baiano e brasiliense em 2016, campeão da Taça Rio Verde, em Goiás também em 2016, e é o atual campeão goiano. Para o sensei Flávio Brasil, “O mais importante é o respeito do atleta com o sensei, é a determinação e a vontade de treinar. Marcelo é um atleta que não falta aos treinamentos e é focado no que faz, apesar de contarmos com pouca infraestrutura, não só Marcelo, os outros atletas tem a dedicação pelo karatê.
    Já fizemos 14 campeões baianos só em 2016, um campeão brasileiro (Rian) e dos vice brasileiros (Elisabete e Hugo) também em 2016, em São Paulo. Eu acredito que o esporte é a única saída para tirarmos nossos jovens do mal caminho. Precisamos que as autoridades e os empresários adotem um atleta. Oss”, finalizou o sensei. Marcelinho também foi convocado pela seleção brasileira JKA, para representar o país em Córdoba, na Argentina. O atleta vem intensificando os treinamentos para fazer bonito nas competições. A competição na Argentina será em julho, de 13 a 16 de julho. Fonte: Barra Grande News.