Plantão Policial

Mulher é espancada pelo namorado por beber cerveja “sem permissão”; Vídeo

Isabella Lacerda, de 20 anos, foi ameaçada com arma, torturada e espancada por Thiago Brandão Abreu, 40, por cerca de três horas

A estudante de direito Isabella Lacerda, de 20 anos, sofreu uma sessão de tortura e espancamento do agora ex-namorado Thiago Brandão Abreu, de 40 anos. Ela foi agredida com mordidas, socos e coronhadas de arma de fogo por cerca de três horas. O caso aconteceu em Goiânia.

Isabella estava em uma festa de família na sexta-feira (9/12), durante o jogo da Seleção Brasileira, quando ligou para o então namorado por chamada de vídeo acidentalmente. Ao ver a garrafa de cerveja nas mãos da companheira, ele a xingou e foi buscá-la. “Vai pagar caro” e “Vai se fuder”, escreveu Thiago.

Ao chegar na casa de Isabella, ele pediu para que ela fosse até a porta e ameaçou a família, para que não a acompanhasse. Ao sair, a jovem ficou sob mira da arma de Thiago e foi obrigada a entrar no carro. Ele, então, ficou andando de carro pela região enquanto a agredia dentro do veículo.

“Ele me bateu muito, muito mesmo. Chegou uma hora que eu achei que iria desmaiar… Chegou um momento que eu achei que ia morrer mesmo, porque eu tinha certeza que ele ia me matar”, descreveu.

Ela também teve partes do cabelo arrancadas e está com o corpo repleto de hematomas.

Isabella conseguiu se salvar quando mandou a localização para a mãe, que foi buscá-la. Na madrugada de sábado (10/12), ela foi até uma delegacia, onde registrou o caso e pediu medidas protetivas contra Thiago. O casal estava junto há onze meses.

De acordo com a Polícia Civil, Thiago foi preso em flagrante nesta segunda-feira (12/12) e encaminhado para audiência de custódia. O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) não informou se ele continua preso, uma vez que o processo corre em segredo de Justiça.

A jovem confirmou, por seu Instagram, que o ex-namorado foi preso preventivamente e também informou que teve o pedido de medida protetiva negado. “Não to conseguindo assimilar bem o acontecimento”, desabafou. “Agora vou ter que ver com o advogado pra saber o porquê de não ser concedida e vou tentar descansar.”