Plantão Policial

Petrobras conclui venda de campos terrestres do Polo Recôncavo


Menos de uma semana após o novo presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, ter reforçado, na divulgação de seu resultado do primeiro trimestre, o compromisso de concentrar esforços na exploração de petróleo offshore no polígono do pré-sal, a empresa anunciou na noite de terça-feira (10) a conclusão da venda de campos terrestres na Bahia.

Em comunicado divulgado pela empresa, foram integralmente vendidas as participações da empresa em 14 campos de exploração e produção, conhecidos como Polo Recôncavo, todos no estado, para a 3R Candeias S/A, subsidiária da 3R Petroleum, especializada na operação de campos maduros.

A transação foi de US$ 256 milhões, com US$ 10 milhões pagos na assinatura do contrato, em 17 de dezembro de 2020, e os US$ 246 milhões restantes pagos na terça-feira.

Em um trecho do comunicado, a empresa explica a natureza do movimento.

“A Petrobras segue concentrando os seus recursos em ativos em águas profundas e ultraprofundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos, com menores emissões de gases de efeito estufa”, explica.

Dos 14 campos negociados, a Petrobras era dona de 100% da participação nas concessões de 12 deles, e era operadora majoritária de outros dois, com 75% e 80% de casa um.

Segundo a empresa, a produção média do Polo Recôncavo foi de 1.321 barris de óleo por dia, de janeiro a abril deste ano.

No mesmo período, a área foi responsável também pela produção de 444,15 mil metros cúbicos diários de gás natural.