Plantão Policial

Atuando no HGE, falso médico dissemina no WhatsApp que policial vítima de acidente estava melhor, acaba descoberto e é preso


Um homem foi preso, na noite desta terça-feira (8/2), no Hospital Geral do Estado (HGE), após se passar por cirurgião da unidade de saúde. Segundo a Polícia Civil, o falso médico estava vestindo um jaleco, tinha um estetoscópio e conseguiu ter acesso à Unidade de Terapia Intensiva onde o policial civil Yago da Franca Sousa Avelar está internado desde a sexta-feira (4/2), quando sofreu um acidente na BA-233.

Após o acesso à UTI, o homem passou a fornecer informações falsas ao familiares de Yago sobre o quadro de saúde do investigador, afirmando que ele tinha apresentado melhoras. O falsário também divulgou áudios dando informações improcedentes sobre o estado de saúde do policial, que rapidamente se disseminaram nas redes sociais.

Desconfiada das declarações, uma pessoa da família do agente, que é médica, além de policiais civis de Seabra, que estavam no hospital, abordaram o homem. A Polícia Civil informou que ele portava apenas uma cédula de identidade da Argentina e não apresentou nenhum tipo de documento que o habilitasse para o exercício da medicina. 

O falso médico foi apresentado na 1ª Delegacia Territorial (DT/Barris), onde foi autuado em flagrante por exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica. A Delegacia instaurou inquérito e vai apurar também o acesso ao HGE.

MORTE ENCEFÁLICA

Com relação à divulgação da morte cerebral do agente, a PC relatou que, no sábado (5/2), a equipe médica que tratava o servidor informou à família e ao Departamento Médico da Polícia Civil sobre esta situação, sendo iniciado o processo de realização do protocolo específico para o caso, que inclui exames clínicos e complementares.

Ainda de acordo com a PC, um médico, então, solicitou novos procedimentos e vai investigar o estado de saúde do servidor de maneira mais aprofundada antes de atestar a morte. A PC finalizou em sua nota oficial que é possível haver desdobramentos imprevistos e segue aguardando posicionamentos da equipe médica. Com informações do Aratuon.