Plantão Policial

Quatro jovens são sequestradas após festa em barco com supostos traficantes na Bahia

Quatro meninas com idades entre 15 e 18 anos estão desaparecidas após serem retiradas da casa onde uma delas morava no bairro Juca Rosa, município de Eunápolis, a 525 km de Salvador. 

Maria Eduarda Oliveira da Rocha Mello, 15, Cibele Rocha Mello, Kethelin Ferreira Fortunato, ambas de 17 e Jheniffer Amorim Santos, 18, foram sequestradas um dia depois de posarem, em vídeos nas redes sociais, em um barco com supostos traficantes em Trancoso, Porto Seguro. 

O caso está sendo investigado pelo titular da Delegacia Territorial de Eunápolis, Bernardo Marques. A Polícia Civil está no início das apurações, já que a primeira queixa foi dada na unidade durante a quarta-feira (29/7). 

Os investigadores já sabem que as meninas foram surpreendidas dentro do imóvel por homens que estavam a bordo de motocicletas na última segunda-feira (27/7), um dia depois da festa em Trancoso. 

Depois do registro na delegacia, com depoimentos de familiares das quatro, policiais civis chegaram a realizar uma operação em um matagal utilizado por bandidos para torturar e enterrar vítimas do chamado "tribunal do crime", mas nada foi achado. 

Oficialmente a Polícia Civil não revela, mas a hipótese é de que Maria, Cibele - que são irmãs -, Kethelin e Jheniffer tenham despertado a ira de traficantes que atuam no bairro Juca Rosa após elas se juntarem com um grupo rival em Trancoso. 

FESTA NO BARCO

Era tarde do último domingo (26/7) quando as imagens da festa no barco começaram a se espalhar em Eunápolis. O vídeo, obtido e divulgado pelo Site Radar 64, mostra as jovens ao som de música eletrônica fazendo danças sensuais dentro da embarcação. Com informações do site Aratu.