Plantão Policial

Concurso IBGE tem novo edital autorizado com salários de até R$ 2.100

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística publicou nesta quarta-feira, 29, o edital do concurso IBGE 2020. 

O documento saiu no Diário Oficial da União, e visa o preenchimento de 35 vagas temporárias, em cargos dos níveis fundamental e médio. 

De acordo com o edital, serão preenchidas 35 vagas, sendo uma de agente censitário municipal, quatro de agente censitário supervisor e 30 para recenseador.

Esta seleção será para a realização dos testes de homologação do Censo Demográfico 2020. Desta forma, o número de oportunidades é inferior ao do concurso para a realização do Censo em todo o país.

As inscrições começam nesta sexta-feira, dia 30 e vão até o dia 5 de fevereiro, podendo ser realizadas no site do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). 

A taxa de inscrição é de R$ 42,50 para os cargos de agente censitário municipal (ACM) e agente censitário supervisor (ACS). Já para recenseador o valor para efetuar a inscrição é de R$25.

Os candidatos que declararem hipossuficiência de recursos financeiros para pagamento da taxa, que estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico e os candidatos doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde podem solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição. O pedido pode ser feito no mesmo período em que as inscrições estarão abertas.

O resultado definitivo da análise dos pedidos de isenção da taxa de inscrição será divulgado dia 12 de fevereiro.

Remuneração pode chegar a R$ 2.100,00

No edital, também foram divulgados os valores dos salários dos cargos especificados. Para agente censitário municipal, cargo de nível médio, o valor é de R$R$ 2.100,00. 

Para agente censitário supervisor, cuja escolaridade não foi definida, o valor pago é de R$1.700,00. Já o cargo de recenseador, que exige nível fundamental, o salário será pago de acordo com a produtividade do funcionário.

A produtividade do recenseador é calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo Recenseador, de unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados.

Além das remunerações, os contratados receberão benefícios.

A área de atuação será apenas no município de Paulo de Frontin, no Estado do Rio de Janeiro.

As contratações serão temporárias, com contratos de dois meses, podendo ser prorrogado por mais dois meses. As convocações somente ocorrerão mediante a disponibilidade de dotações orçamentárias específicas. Já a remuneração deverá ser definida pelo IBGE.

Concurso terá apenas uma etapa

Para ser aprovado no concurso IBGE, os candidatos realizarão apenas prova objetiva, marcada para o dia 8 de março de 2020. A divulgação dos locais de prova e do cartão de confirmação de inscrição, serão divulgados pela organizadora dia 3 do mesmo mês.

A avaliação objetiva contará com 15 questões de Língua Portuguesa, 10 de Raciocínio Lógico, 15 de Noções de Administração/ Situações Gerenciais e 20 de Conhecimentos Técnicos - para os cargos de agente censitário municipal e supervisor.

Para recenseador serão 15 questões de Língua Portuguesa, 10 de Matemática e 25 de Conhecimentos Técnicos.

Para ser aprovado no cocurso, o candidato deve acertar, no mínimo, 30% (trinta por cento) do total da prova; e acertar, no mínimo, uma questão de cada disciplina.

Concurso IBGE com 225 mil vagas terá edital em fevereiro

O concurso IBGE 2020, para o Censo Demográfico 2020, está na fase de escolha da banca organizadora. A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA pelo Instituto no último dia 15 de janeiro. De acordo com o setor de Comunicação, o processo já foi iniciado e aguarda o procedimento legal, que ocorre em sigilo.

Com a escolha da banca em andamento, é possível que o nome da empresa responsável pelo próximo concurso IBGE 2020 seja divulgado ainda neste mês de janeiro. Isso porque os próximos editais serão publicados em fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

Dois editais estão previstos, um deles trará oportunidades para agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Ambas as carreiras têm o nível médio como requisito e somam 29.678 vagas, conforme a portaria autorizativa de agosto. Os ganhos são de R$2.400.

Já o outro edital confirmado é o de recenseador, com 196 mil vagas autorizadas. Neste caso, a carreira tem o nível fundamental completo como requisito e um salário variável, conforme a produção.