Plantão Policial

PAA garante produção da agricultura familiar e doação a famílias em situação de vulnerabilidade social

Os municípios do Recôncavo Baiano estão entre os que mais executaram os recursos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Na maioria dos municípios, a execução já passa de 80%. 

Além de Cruz das Almas, o programa também está presente em São Félix, Maragogipe, Nazaré, Muritiba, Governador Mangabeira, Aratuípe, Castro Alves, Dom Macedo Costa e Varzedo, sempre em parceria com as prefeituras municipais. 

Coordenado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), através da Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar, o programa já distribuiu mais de 397 toneladas de alimentos e investiu mais de R$ 1 milhão apenas nos três primeiros meses do ano.    

No PAA Leite, que realiza a compra e a distribuição de leite bovino e caprino, foram distribuídos mais de 34 mil litros de leites para famílias de Maragogipe, Varzedo e Nazaré, municípios que participam do PAA nesta modalidade. 

Os alimentos e o leite produzidos e distribuídos chegam também a escolas e entidades que trabalham com o acolhimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social. O PAA atua em duas frentes: primeiro, o programa compra produtos orgânicos de agricultores familiares. 

Em seguida, esses alimentos são doados para famílias que estão no Cadastro Único do Governo Federal, além de serem destinados à instituições que passam por dificuldades. Enquanto gera renda para milhares de famílias, outros recebem alimentação para garantir a comida na mesa.

"Este é um programa fundamental, especialmente num Estado como o nosso, com grande número de famílias que vivem da agricultura familiar e, ao mesmo tempo, um dos que tem o maior número de famílias no Cadastro Único. 

É uma forma de atacarmos os problemas com soluções inteligentes: geração de renda e redução da fome", afirma o secretário da SJDHDS, Carlos Martins. Crédito das imagens: Ascom SJDHDS.