Plantão Policial

Jovem de 11 anos morre após fazer desafio do desodorante; veja vídeo

Um menino de 11 anos morreu depois inalar gás de desodorante aerossol, em Hortolândia, interior de SP, nesta quarta-feira (16).  

Segundo o site Correio.rac, a  suspeita é de que o garoto tenha feito o “desafio do desodorante”, já que a família sentiu cheiro forte de perfume no colchão em que ele estava. 

A brincadeira fatal difundida entre crianças e adolescentes na internet consiste em inalar o aerossol, fechar a boca e nariz e ficar o máximo de tempo sem respirar. A criança foi encontrada desfalecida pela mãe, sobre sua cama. 

Chegou a ser socorrida na Unidade Pronto-Atendimento (UPA) da Vila Real, em Hortolândia, foi transferida para o Hospital Estadual de Sumaré (HES), em estado grave, mas não resistiu. O corpo do garoto foi enterrado ontem, no Cemitério da Saudade, em Sumaré.

O menino morava com a mãe, o padastro e irmãos, no Jardim Boa Esperança. A família estava abalada e não quis dar entrevistas, mas a reportagem apurou que a inalação aconteceu na noite da terça-feira, após a criança comer bolo com a mãe e irmãos. 

Ainda de acordo com o site Correio.rac, ele tomou banho, antes de entrar no quarto para se deitar. Tempos depois, a mãe foi vê-lo e o encontrou desacordado. A família chegou a desconfiar que se tratava de um engasgamento, mas os médicos confirmaram a inalação de gás.

Especialistas reforçam cautela dos pais

Para a especialista em comportamento virtual, a psicóloga Rita Khater, é mais do que na hora das escolas, a sociedade e a própria mídia trabalharem com campanhas de orientação sobre riscos e de segurança das redes sociais.

De acordo com a psicóloga, as crianças são ingênuas e facilmente influenciáveis. Precisam ser orientadas e estreitamente acompanhada pelos adultos. "Às vezes os adultos também não estão preparados para as armadilhas das redes sociais. A tecnologia traz benefícios quando sabemos usá-la, mas pode ser nociva",disse.