Plantão Policial

“Fiz de tudo para abortar, mas Deus não deixou”, diz mãe de Cristiano Ronaldo

A mãe de Cristiano Ronaldo, um dos maiores craques do futebol mundial, revelou que fez de tudo para abortá-lo quando engravidou, há 33 anos atrás, mas Deus não permitiu. Dolores Aveiro lançou um livro, onde conta sua história e todas as dificuldades vividas quando teve que enfrentar a quarta gestação. 

Um dos motivos que levou Dolores a tentar interromper a gravidez, de acordo com ela, teria sido a vida precária que vivia com a família. Além disso, o pai de Cristiano era muito ausente e tinha sérios problemas com a bebida. Na época, a mãe de Cristiano tinha 30 anos de idade.

“Eu já tinha três filhos e fiz de tudo para abortar quando fiquei grávida pela quarta vez. E era o Cristiano Ronaldo. Eu não tinha condições financeiras, foi Deus quem levou a gravidez adiante. Meu livro é uma mensagem para que todas as mulheres lutem e não desistam de seus filhos”, revelou durante uma entrevista. 

A mãe do jogador tentou diferentes métodos caseiros, mas todos falharam. Hoje, Cristiano é um dos seus maiores orgulhos. “Ainda bem que não consegui abortar. Porque ele foi uma estrela que iluminou a nossa vida”, disse.

“Por isso, quero aconselhar as mulheres a não fazerem isso, porque nunca se sabe o filho que vai ter. Acho que sou a ‘mulher coragem’, e quero dizer a todas as mulheres que lutem. As coisas mais valiosas que temos na vida são nossos filhos”, acrescentou. 

Cristiano Ronaldo nasceu em 5 de fevereiro de 1985, na Ilha da Madeira, Portugal. Antes disso, Dolores já tinha dado a luz a Kátia, Elma e Hugo Aveiro, irmãos de Cristiano. “Sou uma pessoa muito sofrida, vivemos muitas dificuldades, mas conseguimos superar”, finalizou. Com informações do IG Esportes.