Plantão Policial

Bebê morre com H1N1 em Feira de Santana; dez casos da doença já foram notificados na região

Um bebê de 1 ano de 3 meses, natural da cidade de Saúde, que estava internado no Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, morreu vítima da gripe H1N1. 

A morte foi confirmada pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e a secretária municipal de saúde, Denise Mascarenhas, informou em entrevista que na região de Feira de Santana já foram notificados dez casos de H1N1 e que o município está em alerta.

“É importante também as pessoas entenderem que quando fala-se Feira de Santana não é só o município Feira de Santana é a região que é composta de 72 municípios. Foram 10 casos notificados. 

Quatro casos não são de Feira de Santana, são de municípios fora como já foi dito pelo próprio Núcleo Regional de Saúde (NRS). Inclusive o próprio óbito não foi de Feira de Santana. Até o momento não temos confirmado nenhum caso de H1N1 em Feira”, declarou.

Cuidados

A secretária pediu que as pessoas tenham cautela e façam a prevenção em caso de resfriados. Lavem as mãos, se hidratem, não tussam nem espirrem em locais fechados. 

Ele afirmou que de 23 de abril a 1° de junho acontecerá a campanha de vacinação do H1N1 e dia 12 de maio será o Dia D de vacinação. A secretaria de saúde também busca a adiantar algumas ações para a Micareta, mas isto depende do Ministério da Saúde.

“Existe todo um cronograma, uma planilha. Mas, nos não vamos ficar de braços cruzados. Vamos fazer algumas ações na rodoviária, nas estradas, nas entradas, porque Feira de Santana porque ser polo rodoviário recebe muitas pessoas”, enfatizou.

Diferença do H1N1 e resfriado comum

O vírus H1N1 traz várias comorbidades aos pacientes. A pessoa infectada fica acamada, debilitada, apresenta febre constante, secreção e pode ter o funcionamento de outros órgãos comprometidos. 
O resfriado comum geralmente apresenta febre passageira e seus sintomas são mais amenos. Com informações do Acorda Cidade.