• Plantão Recôncavo News

    sábado, 25 de novembro de 2017

    Governo lança app para carteira de trabalho e o seguro-desemprego online

    Quem nunca ficou na fila para realizar algum serviço básico do governo? E é justamente para agilizar os processos burocráticos é que as principais tarefas estão entrando na era digital. No começo da semana, foi liberado o app da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e agora é a vez da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ganhar um aplicativo próprio, que a partir de agora começa a registrar seu histórico profissional.


    Vale destacar que o documento impresso continua sendo uma exigência oficial para comprovação junto a empresas e órgãos, contudo, o modelo informatizado já significa um grande passo rumo à sua integração com o sistema da própria administração nacional.  Depois de cadastrado, você poderá armazenar e acessar todos esses dados, assim como solicitar primeira ou segunda via físicas para retirada em unidades de atendimento.

    Para enviar suas informações, por enquanto é possível somente via utilitário para Android — ainda ão há versão desktop e a de iOS foi divulgada mas ainda não disponibilizada. Confira o passo-a-passo logo abaixo:

    Primeiro baixe o CTPS Digital na Play Store (procure a versão para o iOS no site oficial do governo, que em breve deve liberar o app);

    Crie uma senha de acesso ou utilize a mesma do Sine Fácil, o app governamental para busca de empregos — se quiser pode baixá-lo também, para Android e iOS;

    Para completar as informações você pode precisar do documento impresso em mãos, já que é preciso preencher um formulário sobre histórico laboral;

    Até agora muita gente tem reclamado do funcionamento, então é possível que ele apresente alguns bugs nesse estágio inicial.


    Seguro-desemprego digital

    Outra grande novidade para o proletariado é a possibilidade de fazer o pedido do seguro-desemprego diretamente via web. Para isso é preciso se cadastrar no site Emprega Brasil — e esse processo continua sendo um pouco moroso e chato, mas a exigência promete agilizar as coisa, já que você pode fazer isso em qualquer horário e em sua casa.

    Depois de realizado esse registro e de preenchido os formulários, o prazo de 30 dias para receber o benefício já começa a entrar em vigência. Ainda será necessário comparecer a uma agência do Sine pessoalmente — um procedimento para evitar fraudes — mas a promessa é de atendimento rápido, já que todos os dados foram computados previamente.