sábado, 19 de março de 2016

Recôncavo News

Santo Antônio de Jesus: Vítima da febre chikungunya foi parar em cadeira de roda

A Técnica de Laboratório, Marinez da Cruz Santos, 40 anos, moradora da Rua Bela Vista em Santo Antonio de Jesus foi acometida com a febre chikungunya e ficou com as articulações comprometidas, sentiu dificuldades para levantar, e tomar banho. 
“Os primeiros sintomas foram dores nas articulações, nas pernas e braços. A dor de cabeça era muito forte. Minha filha também ficou acamada e sofremos juntas com essa doença”, disse ela.
Questionada pelo repórter Hélio Alves se a febre chikungunya foi diagnosticada por algum exame laboratorial, Marinez da Cruz nos contou que o exame específico não foi feito. A mesma foi atendida no Hospital Incar. “Só fizeram exames de laboratório e não confirmou se era chikungunya. Pelos sintomas, o pessoal disse que se tratava de chikungunya mesmo. Cheguei a me locomover em cadeira de rodas, os médicos só me liberaram quando consegui dar alguns passos”.
A Sra. Marinez da Cruz ainda nos contou que na casa dela não há proliferação do mosquito transmissor de dengue, zica e chikungunya. Porém próximo a sua residência existem duas casas que estão fechadas há muito tempo e lá pode está tendo a reprodução desses mosquitos.
Por fim, a Sra. Marinez da Cruz deixou um recado para a população de Santo Antônio de Jesus: “A melhor maneira de combater esse mal é impedindo a reprodução do mosquito. Vamos todos ajudar, não esquecer de manter fechadas as tampas de caixas d’água, de cisternas e não deixar água parada. Marinez e sua filha de 8 anos passam bem. Fonte/Foto: Tribuna do Recôncavo.