Plantão Policial

Como vai funcionar a revisão do Bolsa Família

Todo mundo já sabe que em 2023 o programa Bolsa Família voltou para substituir o antigo Auxílio Auxílio-Brasil. A novidade porém, é que a partir de agora a maioria dos beneficiários poderá receber benefícios de até R$ 900,00.

Está certo! O governo federalanunciou que o bônus do bolsa Familia será desembolsado e beneficiará milhares de famílias em situação de precariedade social e econômica no país.

Ao subscrever a nova medida provisória, o presidente Lula determinou a manutenção do bolsa Descendência no valor de 600 reais, bem como das cotas do Auxílio Brasil até dezembro de 2022.

Este será, portantoo pagamento mensal para todos os beneficiários em geral. No entanto, um grupo específico de pessoas pode receber até R$ 900 por mês.

Para receber o benefício é necessário ter filhos de até 6 anos na família. Inclusive, o governo federal anunciou que pagará uma gratificação de R$ 150 para cada criança nessa faixa etária.

Cada família beneficiária pode cadastrar até 2 filhos para receber o bônus. Consequentemente, o valor base do bolsa Descendência mais o bônus de 2 filhos resultará em um benefício de R$ 900.

Os pagamentos da primeira parcela do Bolsa Famíliacomeçaram. Porém, neste primeiro momento não haverá transferências relacionadas ao bônus. Consequentemente, todos os beneficiários receberão apenas o valor base.

O pagamento do bônus terá início após a revisão dos cadastros do Bolsa Família já noticiada pelo Ministério do desenvolvimento Social.

O objetivo da revisão é analisar os dados do CadÚnico e excluir as famílias que não cumprem as regras do programa e recebem apoio de forma irregular. Dessa forma, mais carentes e em situação de extrema pobreza podem ser beneficiados.

Como vai funcionar a revisão do Bolsa Família

Bolsa Família analisa os dados do CadÚnico. Portanto, todos com um registro ativo serão solicitados a atualizar seus dados. A atualização está prevista para ser concluída nos primeiros 90 dias do ano.

Segundo o governo federal, a intenção é reunir dados de prefeituras e governos provinciais para manter os cidadãos cadastrados no CadÚnico atualizados.

Depois que todos atualizam suas informações, o governo faz uma análise geral para filtrar os elegíveis para participar do programa. Ou seja, quem se enquadra na regra do bolsa Família, mas ainda não se beneficia.

O novo calendário de pagamentos do bolsa Família distribui as transferências ao longo dos dias com base no número NIS mais recente de cada beneficiário. Assim, todos os dias um novo grupo pode acessar o valor em sua conta.

A seguir, confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família referente a janeiro de 2023:

Final de NIS 1: 18 de janeiro (pago)

Final de NIS 2: 19 de janeiro (pago)

Final de NIS 3: 20 de janeiro (pago)

Final de NIS 4: 23 de janeiro (pago)

Final de NIS 5: 24 de janeiro (pago)

Final de NIS 6: 25 de janeiro

Final de NIS 7: 26 de janeiro

Final de NIS 8: 27 de janeiro

Final de NIS 9: 30 de janeiro

Final de NIS 0: 31 de janeiro