Plantão Policial

Vídeo flagra delegado invadindo casa e dizendo que vai 'estourar cabeça' de moradora

Uma câmera de segurança instalada na casa de uma família de Cuiabá registrou o momento em que o delegado Bruno França, da Polícia Civil, arromba a porta do imóvel para prender uma mulher que teria descumprido uma medida protetiva contra o enteado dele, de 13 anos. O equipamento flagrou também o momento em que ele, bastante agressivo, diz, mais de uma vez, que “vai estourar a cabeça dela”. Assista no vídeo acima.

O caso aconteceu na noite de segunda-feira (28) no condomínio onde a família mora e o menino jogava futebol com amigos. De acordo com advogado da mulher, de 41 anos, Rodrigo Pouso Miranda, nem ele nem a cliente tinham conhecimento da medida protetiva e desconhecem o teor dela.

A Corregedoria da Polícia Civil confirma a existência do documento e informou que a ação foi motivada por uma determinação judicial de urgência requerida ao adolescente dentro de uma investigação conduzida pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Em nota, o advogado Diogenes Curado, que representa o delegado, informou que a mulher persegue o menor com agressões verbais e ameaças físicas em locais públicos, como quadras de esporte. Que a última agressão teria acontecido na noite de segunda-feira (28) e que “na condição de autoridade policial, pediu apoio de outros agentes de segurança e, tendo conhecimento da medida protetiva expedida pela Justiça, efetuou a prisão em flagrante”.

Vídeo[Delegado armado invade casa de mulher à noite em Cuiabá — Foto: Câmeras de segurança/Cedida]Delegado armado invade casa de mulher à noite em Cuiabá — Foto: Câmeras de segurança/Cedida

Nas imagens, o delegado quebra a porta e entra no imóvel com arma em punho. Ele está acompanhado de três policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) armados com fuzis e manda que todos deitem no chão.

O outro filho da mulher, de 4 anos, chora durante toda a ação e, por diversas vezes, os policiais dão sinais para que França e também os moradores se acalmem.

O delegado, que trabalha em Sorriso, está em estado probatório e foi aprovado no último concurso da Polícia Civil, grita e xinga a mulher com diversos palavrões e diz: "A próxima vez que ela chegar perto do meu filho, vou estourar a cabeça dela".

A Corregedoria da Polícia Civil comunicou que tomou conhecimento da conduta do delegado e vai apurar os fatos.

Descontrolado e despreparado'

Segundo Pouso, a ação ocorreu depois das 20h e não poderia ser realizada neste horário. Explicou, ainda, que a família morava em outro condomínio, onde sete meninos bateram no filho dela, que tem 11 anos. Eles processaram a família do delegado, que, depois, processou a família que teve a casa invadida, como um "contra ataque".

“Foi uma invasão de domicílio. Ele colocou todos da família e quem estava na casa no chão, apontou a arma para a cabeça deles. Estava totalmente descontrolado. É um profissional despreparado”, disse ao g1.

Na delegacia para onde a mulher foi levada, o advogado também registrou o momento em que o delegado o xinga ao menos duas vezes.

A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT) emitiu uma nota de repúdio diante da conduta do delegado