Plantão Policial

Médica já condenada por cortar pênis de ex é novamente detida por torturar novo marido


A médica Myriam Priscila de Rezende Castro, de 41 anos, está sendo esperada prestar esclarecimentos à polícia após os agentes encontrarem, na quarta-feira (2/2), o marido dela com vários ferimentos pelo corpo. A suspeita já foi condenada a seis anos de prisão por mandar decepar o pênis do ex-noivo, em 2002, enquanto ainda morava em Minas Gerais, seu estado natal.

O homem, de 29 anos, estava dentro da casa em que morava o casal, dois filhos e uma idosa no bairro Flor do Vale, em Tremembé (SP). As crianças, de 6 anos, também tinham ferimentos, conforme informado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. A polícia não sabe ainda qual o parentesco da idosa com o casal, mas Myriam é investigada por "expor perigo a integridade e saúde" da senhora.

Segundo os vídeos que estão sendo compartilhados nas redes sociais mostram Myriam agarrando o homem pela barba e fazendo perguntas sobre um suposto relacionamento extraconjugal da vítima, enquanto ele, aparentando estar desorientado, tenta se desvencilhar e avisa a mulher que está sentindo dor. 

As imagens teriam sido postados primeiro nos perfis da própria suspeita. Fotos tiradas já após a operação da Polícia Civil mostraram também um ferimento ainda com sangue na cabeça do rapaz. 

Além dos crimes contra as quatro vítimas, a médica também pode responder por abuso a animais e por matar espécimes de fauna silvestre, já que diversos animais foram encontrados com indícios de maus-tratos, entre eles um cachorro, um coelho e um pássaro que estavam congelados no interior do freezer da residência.

O caso, que também inclui registros de lesão corporal e tortura, é investigado pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de Taubaté. Ainda segundo o UOL, p Conselho Tutelar também foi acionado, além da Polícia Técnico Científica. As vítimas foram encaminhadas ao IML (Instituto Médico Legal) para passarem por exames. Com informações do UOl.