Plantão Policial

Salvador estuda utilizar ambulâncias do SAMU como leitos de Covid-19


Sem a capacidade de oferecer leitos clínicos e de UTI para todos os pacientes infectados pela Covid-19, o prefeito Bruno Reis (DEM) já pensa em utilizar ambulâncias do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para dar suporte às vítimas. A possibilidade foi colocada à mesa em conversa com o secretário municipal da Saúde, Leo Prates. 

Durante entrevista à TV Bahia, o gestor falou sobre a ameaça do colapso na rede de saúde, fato que tem obrigado a prefeitura a repensar estratégias de enfrentamento à doença.

“Há um risco [de colapso]. Nós estamos fazendo várias manobras internas, inclusive, há pouco, conversava com o secretário. Nós temos 60 ambulâncias  do SAMU, estamos ampliando para 70 e, talvez, vamos ter que usar provisoriamente, como já acontece no Paraná. As ambulâncias poderão ficar estacionadas nas áreas externas dos hospitais com pacientes no interior delas”, disse Reis.

Nesta manhã, 117 pessoas aguardam uma vaga em leitos. Desse total, 61 necessitam de uma transferência para leitos clinícos, três para pediatria e 53 para UTI adulto. Já em todo estado, 337 pessoas esperam uma regulação, 47 a menos que nesta quarta(3). Com informações do BNEws.