Plantão Policial

Santo Antônio de Jesus acumula mais de 1.500 demissões nos últimos 2 meses

Foto: INFOSAJ.
Os comerciantes de Santo Antônio de Jesus relatam dificuldades com o fechamento do comércio como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19. 

O empresário de prenome Mateus explicou que a situação está complicada por não ter renda para pagar aluguel e funcionários, “Do jeito que está indo não dá não. Tive que demitir uma pessoa. A coisa está feia. Só Jesus na causa”, disse. 

Para a comerciante Elisa Lírio, o comércio deveria funcionar na forma de rodízio como estava no começo do ano, “Quando fechar uns 15 dias e depois abre, todos vão para as ruas de vez. As pessoas dentro das lojas estão mais seguras do que nas agências bancárias e mercados”, frisou. 

Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), entre abril e maio, Santo Antônio de Jesus registrou 1582 demissões. Alguns empresários no município não conseguiram resistir a crise e fecharam seus estabelecimentos. Com informações do site Voz da Bahia.