Plantão Policial

Santo Amaro: Câmara rejeita instalação de indústria química

A Câmara Municipal de Santo Amaro, no Recôncavo, não aprovou a instalação de uma fábrica de produtos automotivos na cidade. 
A prefeitura defendia a chegada da indústria e afirmava que geraria 150 empregos, mas críticos, como o cantor santamarense Caetano Veloso (veja aqui), apontavam riscos de contaminação química e pediam que os vereadores rejeitassem a proposta.

A proposta precisava de concordância de 10 dos 15 membros da Câmara Municipal (dois terços), mas apenas nove vereadores votaram a favor da instalação da fábrica em Santo Amaro: Benivaldo (Avante), Fabinho Malhado (PCdoB), Hélio Maury (PRTB), Irmão Didi (PP), Nelson Coelho (PSDB), Paulo Biólogo (PDT), Pedro de Oliveira (PL), Valter Rodrigues (PP) e Selma Caldas (PP).

Por outro lado, cinco vereadores foram contra: César do Pão (Republicanos), Dinho de Zezé (MDB), Giovana Costa (PT), Herden Cristiano (DEM) e Jeronildo Sanches (PT).

O edil Pety do Marisco (Republicanos) esteve ausente da sessão por questões de saúde, fato que foi lamentado pela prefeitura. Para a gestão municipal, o vereador seria o décimo voto a favor da proposta, garantindo a instalação da indústria na cidade.

O prefeito Flaviano Rohrs (PP) lamentou a derrota, em declaração ao Bahia Notícias. “O povo de Santo Amaro perdeu uma grande oportunidade. Um sonho antigo da nossa população que, por tremenda politicagem, não foi aprovado. O emprego não era para o prefeito e sim para os pais e mães de família da nossa cidade”, protestou. Com informações do Bahia Notícias.