Plantão Policial

Coronavírus: Mais de 5 mil pessoas já morreram em todo o mundo

O número de mortos por Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, ultrapassou os 5 mil em todo o mundo. Os dados são de um levantamento feito pelo governo chinês. O balanço foi divulgado pela estatal chinesa de notícias, a CGTN. Até o momento, foram 5.090 mortes por esta infecção em todo o mundo. A maior parte delas, 3.180, está concentrada na China.

O Brasil registrou ao menos 151 casos confirmados de Covid-19, a infecção causada pelo novo coronavírus. O número foi atualizado nesta sexta a partir de balanços divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde e pelo Hospital Albert Einstein.

O levantamento mais recente do Ministério da Saúde, divulgado às 16h20 da quinta-feira (12) apontou que o Brasil tinha até aquele momento, 77 casos confirmados de novo coronavírus. Após o balanço, Minas Gerais confirmou mais um caso, o segundo no estado.

Destaques desta sexta (13):

- A China registrou 81.003 casos confirmados de Covid-19 desde o início do surto e 3.180 mortes;
- Além da China, 48 mil casos foram registrados e há ao menos 1.910 mortes em todo o mundo;
- Mulher de Trudeau tem diagnóstico de coronavírus confirmado no Canadá;
- O Irã tem mais de mais de 11 mil casos da doença e 514 mortes;
- A Itália ultrapassou as 1 mil mortes e já tem mais de 15 mil casos confirmados.

Medidas de governo

O Ministério da Economia anunciou na quinta cinco medidas para reduzir o impacto da epidemia do novo coronavírus no país. Segundo a nota do ministério, as primeiras ações são "dedicadas especialmente a parcela da população mais vulnerável à pandemia".

A pasta publicou na sexta, no Diário Oficial, uma instrução normativa para orientar órgãos do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal (Sipec) sobre como lidar a epidemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), agente causador da doença Covid-19.

Entre as medidas, está a alternativa de trabalho remoto para os servidores que realizarem viagens internacionais, a trabalho ou por motivos pessoais, e apresentarem sintomas associados à doença. Essa medida deve ser tomada até o 14º dia contado a partir da data de retorno do servidor ao Brasil. Se o trabalho não puder ser realizado remotamente, a orientação é que o servidor não vá ao trabalho e tenha sua frequência abonada.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os testes para coronavírus no país em breve serão realizados em larga escala, mas não forneceu detalhes sobre como isso será realizado. "Mudanças foram feitas e os testes em breve acontecerão em uma escala muito grande. Toda a burocracia foi cortada, estamos prontos para ir em frente", escreveu no Twitter. Com informações do G1.