Plantão Policial

Governo anuncia contratação de 7 mil militares para atuar no INSS

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Renato Vieira, disse ontem (14) que o remanejamento de 2,1 mil servidores para reforçar análise de benefícios vai possibilitar que a fila de pedidos atrasados seja zerada em seis meses.

No mesmo dia, o governo anunciou que vai contratar 7 mil militares da reserva das Forças Armadas para atuar no INSS e agilizar o serviço, que possui 1,3 milhão de pedidos sem resposta há mais de 45 dias, prazo legal para o atendimento.

Parte dos militares será direcionada ao atendimento nas agências para substituir os servidores do próprio órgão, que vão ser remanejados para a análise dos benefícios. Com informações do Metro1.