Plantão Policial

DICA: Especialista ensina como conseguir aumentar seu score e adquirir com mais facilidade cartão de crédito, empréstimos e financiamentos



O score de crédito é muito importante para todas as pessoas e até mesmo para as empresas. É através dele que você consegue liberação para um novo cartão de crédito, para aumento de limite e até mesmo para empréstimos e financiamentos. 

Se você quer conquistar alguma dessas situações citadas precisa descobrir como aumentar score. Assim, você ainda consegue saber se o seu está em um nível considerado ideal.

As empresas e instituições financeiras levam em conta esse score durante uma análise de crédito. Se aconteceu de você ter dívidas ou ter acabado de pagar uma dívida há pouco tempo pode ter o serviço negado, pois seu score não está dentro do que aquela empresa considera seguro. 

Você precisa aumentar seu score de crédito? Score é o nome dado a uma pontuação registrada pelos órgãos de proteção ao crédito. SPC e Serasa são dois exemplos e, a partir do momento em que você passa a ter CPF e contas em seu nome, pode ser monitorado por essas instituições. Ali fica registrado como você paga suas contas. 

Sempre que ocorrem atrasos ou não pagamentos seu nome vai para o Serasa e, com isso, sua pontuação cai. A finalidade do score é ajudar as empresas a determinar qual risco você oferece para elas ao te fornecerem um cartão de crédito, um empréstimo ou um financiamento. 

É interessante saber que a análise de crédito leva em conta outros fatores, e não apenas o score. Alguns bancos consideram, inclusive, o seu histórico junto a eles, com contas-correntes e cartões de crédito. Para ser feita a análise são verificados seus documentos, o histórico junto à instituição financeira, a análise do score e se o que você solicita está dentro do seu perfil.

7 dicas de como aumentar seu score de crédito:



1 – Tenha o nome limpo: Estar com o nome sujo, na Serasa ou SPC contribui para que você perca pontos. Procure sempre renegociar qualquer dívida que você tenha e comece a pagá-la o quanto antes. Cuide também para não atrasar parcelas.

2 – Tenha contas em seu nome: Ter contas no seu nome ajuda a subir o seu score junto aos órgãos de proteção de crédito. Se você tem mais de 18 anos e já possui renda própria, comece a colocar algumas contas em seu nome. Pode ser o telefone, a internet ou a conta de água.

3 – Atualize seus dados: Quem mantém seus dados atualizados tem mais chances de manter seu score alto. Apesar de as empresas terem como encontrá-lo através do cruzamento de diversos cadastros, por que você mesmo não fornece essas informações? No site da Serasa, a atualização é feita gratuitamente e você mesmo pode enviar seus documentos, comprovante de endereço e telefones. Em alguns casos, será preciso autenticação em cartório, para garantir a veracidade dos documentos.

4 – Negocie suas dívidas: Tem dívidas? Não as ignore. Uma das etapas mais importantes de como aumentar score de crédito é estar disposto a ir atrás de soluções e encontrar uma forma de pagamento que se encaixe no seu orçamento. Apesar de existir a oferta de quitar a dívida completamente por um valor bem menor do que era devido, considere pagar o valor total, incluso de juros. Assim, você poderá voltar a trabalhar com essa instituição financeira novamente em um período futuro.

5 – Cartões de crédito: Cuidado com o excesso de cartões de crédito. Quem solicita muitos acaba perdendo pontos em seu score. O aumento de limite também não é uma boa ideia. O indicado é deixar que o próprio banco ou empresa responsável pelo cartão decida por aumentar o seu limite ou te fornecer um cartão.

Ainda assim, se você já possui um cartão com bom limite vale a pena recusar o novo que foi concedido. É melhor investir para aumentar sua pontuação e conseguir mais limite dado pelo cartão do que aceitar vários cartões apenas para ter um limite total maior na soma de todos.

O excesso de pedidos de cartões e aumento de limite também baixa seu score, como uma forma de segurança, caso seus dados tenham sido roubados e uma pessoa mal-intencionada esteja envolvida nessas solicitações. Com o score baixo, as instituições financeiras negam os pedidos de cartão e, assim, é evitada uma fraude.

6 – CPF: Seu CPF está vinculado a todas as suas compras e contas. Cada vez que você solicita empréstimos, aumento de limite e até um novo cartão de crédito, as empresas fazem uma consulta de crédito do seu CPF.

Para Serasa e SPC, alguém que é consultado com muita frequência e por muitas empresas é visto como uma pessoa que está passando por uma instabilidade financeira. E, se suas finanças não vão assim tão bem, há indícios de que você tem risco mais alto de ficar inadimplente. 

Evite o problema, solicitando crédito ou empréstimos apenas se for realmente necessário. Por exemplo, se você vai comprar algo, em vez de fazer o cartão da loja – que geralmente é administrado por uma instituição financeira –, realize o pagamento com o cartão de crédito que você já tem.

7 – Bancos:

Procure manter um bom score junto ao banco com o qual você trabalha. Se você tem um bom relacionamento com a instituição financeira, sua pontuação tende a subir, já que a empresa repassa ao Serasa que você é um bom pagador. 

Invista em conta-corrente, cartão de crédito e produtos de um mesmo banco. Mantenha esse relacionamento e sempre cuide para que tudo fique em dia. 

Como você já sabe, os bancos têm sua própria pontuação para análise de crédito e se você sempre busca pelo mesmo, para tudo o que precisa, é natural que seus pontos fiquem sempre positivos. 

Se você tem um bom relacionamento com seu banco, ele não necessita fazer consultas frequentes ao SPC ou Serasa, e seu score junto a esses órgãos se mantém entre risco médio ou baixo.