Plantão Policial

3 aplicativos que vão te ajudar a se manter em forma


Futebol, política, religião… esses assuntos são altamente polêmicos, e causam discussões sem fim.

No entanto, existem duas coisas que unem os brasileiros hoje em dia.

A primeira são os celulares do tipo smartphone: segundo o IBGE, 138 milhões de brasileiros têm um smartphone.

E a segunda, infelizmente, é a balança: segundo a última pesquisa do Vigitel, quase 54% dos brasileiros está sofrendo atualmente com sobrepeso ou obesidade — sendo que esta já atinge quase 20% da população adulta.

Seguindo essas tendências, vemos cada vez mais empresas investindo na produção de aplicativos de celular para emagrecer.

Nossa equipe separou hoje os 3 principais tipos de aplicativos de saúde mais populares — e mostra como cada um deles pretende te ajudar a controlar o peso.

#1 - Aplicativos para monitorar sua atividade física

Esses apps ajudam a monitorar sua taxa de exercícios físicos diária - sejam eles caminhar, andar com seu cachorro, correr ou mesmo pedalar.

Algumas das opções mais populares são o Strava, o Runkeeper, e o MapMyrun.

A ideia por trás desses aplicativos é mostrar o quanto (ou quão pouco) você se move no dia a dia.
Eles ainda podem ser associados ao app Heartbit que fornece pontos e recompensas a cada atividade física que você faz.

Tudo para te motivar a aumentar seu nível de atividade física cada vez mais.
Mas você pode ir muito além de rastrear apenas seus exercícios.

#2 - Aplicativos para controlar a ingestão calórica

A ideia por trás desses aplicativos é te ajudar a controlar o quanto você está efetivamente comendo.
Isso pode ser feito através do monitorando do total de calorias ou de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) que você está ingerindo diariamente.

Sendo que estes apps ainda oferecem outra vantagem: a conscientização.

Isso porque esse tipo de app pode ser interessante para te deixar mais a ciente a respeito dos alimentos que você come.

E assim descobrir quais dentre eles são os mais calóricos, quais os mais gordurosos, os mais ricos em proteína, e muito mais.

Inclusive, descobrir quais os alimentos mais ricos em carboidratos — um dos usos favoritos das pessoas que seguem uma dieta low-carb.

Duas opções muito populares desse tipo de aplicativo são o Myfitnesspal e o Fatsecret.

#3 - Aplicativos para treino em casa

Construir e manter massa muscular são pontos que deveriam ser do interesse de todos.

Afinal, o tecido muscular é importante por diversas funções que exerce em nosso corpo — e não só por proporcionar uma melhor forma física.

Por outro lado, a falta de tempo é um dos motivos mais apontados para a falta de prática de atividade física.

Mas isso não é mais um problema — porque já existem aplicativos que prometem tornar a sua casa uma verdadeira sala de ginástica.

Um dos expoentes dessa categoria é o app Freeletics.

A função principal deste app é dar ideias de treinos e exercícios que você pode fazer no conforto do seu lar.

Ou mesmo em situações fora da rotina, como viagens — a ideia é levar o fitness para onde você for, e assim manter a boa forma física.

Tecnologia É Aliada

Ainda assim, é importante exercer cautela.

Isso porque o uso de aplicativos de celular não substitui as idas ao médico ou ao nutricionista.

Por esse motivo, é relevante pensar na tecnologia como algo para incrementar e potencializar mudanças de hábitos de saúde — e não como substituição.

Lembrando que uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas — além de bons hábitos de sono e gestão do stress — são recomendadas para todas as pessoas.

E podem ser seguidas independentemente do uso de smartphones.

Fontes

https://www.tudocelular.com/android/noticias/n120658/Pesquisa-revela-indice-uso-smartphones-brasil.html

https://oglobo.globo.com/sociedade/saude/obesidade-sobrepeso-sao-problemas-crescentes-no-pais-22284517