Plantão Policial

Escolhendo o método de pagamento do seu negócio

Hoje em dia, as pessoas já podem fugir da ditadura do cartão de crédito para compras online. Ou até mesmo do cartão de débito nas compras físicas. As opções são múltiplas e tanto os consumidores quantos os empreendedores podem ter seu trabalho facilitado. 

Graças a estas facilidades, as compras online, por exemplo, muito em breve vão superar as compras em lojas no Brasil, como já acontece em diversos países do mundo. São comuns as fotos de Shoppings Centers que entraram em decadência nos EUA, por exemplo. Se os comerciantes não se reciclarem, a tendência é de que aconteça o mesmo por aqui.

Independente de o negócio ser online ou não, é importante conhecer o passo a passo de cada possibilidade disponibilizada para que surpresas desagradáveis não aconteçam. Em primeiro lugar, tenha em mente que SEMPRE haverá o desconto de uma pequena taxa.
Os bancos possuem, os cartões também e as máquinas de cartão igualmente vão ter, de modo que este custo é fixo e deve ser levado em conta pelo comerciante. Alguns sites funcionam como verdadeiros bancos online – chegam a emitir cartões próprios, inclusive – e também cobram taxas de quem paga e quem recebe, utilizando seus sistemas.

Não se deve esquecer dos boletos bancários. Muitos clientes possuem cartões com limites baixos, que não comportam todas as compras mensais, o que torna imprescindível esta opção – que além de ser garantida, pois o pagamento é a vista, ainda pode oferecer descontos ao consumidor.

Algumas ONGs e entidades de caridade atrelam doações à conta de telefone fixo, cada dia mais raro. Mas também é possível um convênio com as operadoras de celular. Tem aumentado o número de opções de compra através do celular, seja com convênio de bancos ou não.

A realidade é que as compras cashless aumentam a cada dia e parecem ser uma realidade que vai se expandir. Analise bem as possibilidades e opte por aquelas que parecem mais favoráveis. Saia fora do convencional, as novas gerações vão gostar e fidelizar as compras.