Plantão Policial

TRE manda suspender trio com Bolsonaro em Salvador

O pré-candidato à presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), que desembarca em Salvador às 11h25 desta quinta-feira, 24, em avião de carreira da Gol Linhas Aéreas, não irá mais subir em um trio elétrico, conforme previsto inicialmente, após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) mandar suspender a ação por caracterizar propaganda eleitoral antecipada.

O TRE foi provocado pelo Ministério Público Eleitoral que ajuizou pedido de providência à corte na terça-feira em nome do procurador Regional Eleitoral auxiliar Samir Nachef. No lugar do trio, o pré-candidato deve ser recepcionado por caravanas de simpatizantes da capital e interior organizadas pelo PSL.

No entendimento do MPE, o evento, divulgado pelo aplicativo Whatsapp, teria "a nítida intenção de demonstrar que o candidato possui amplo apoio do eleitorado, explicitando ao eleitor que o mesmo possui grande 'força eleitoral' para lograr êxito na vindoura campanha”. Em janeiro, a Justiça eleitoral já havia pedido a retirada de outdoors em homenagem ao pré-candidato Bolsonaro de ruas de Salvador e Feira de Santana por propaganda antecipada e a ideia é preservar a imagem do candidato. 

O PSL nacional já definiu que, nos estados, fará oposição aos candidatos do PT. Aqui na Bahia, o partido deve dar apoio à José Ronaldo (DEM), candidato de oposição ao governador Rui Costa (PT).

Programação

De acordo com o presidente municipal do PSL, Antonio Olívio, o Toninho, centenas de simpatizantes do pré-candidato devem recebê-lo no saguão do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, onde Bolsonaro deve acenar e tirar fotos. Há rumores de que grupos de oposição às ideias de Bolsonaro também compareçam ao aeroporto para protestar. Bolsonaro defende projetos como o "Escola sem Partido" e é taxado de misógino e racista por seus opositores.

Dali o candidato segue de carro de passeio para o Grand Hotel Stella Mares, onde deve almoçar e conceder entrevista coletiva à imprensa às 15h30. Bolsonaro aparece em segundo lugar nas últimas pesquisas com 17,4% das intenções de voto, atrás do ex-presidente Lula, que lidera com 32,4% das intenções de voto, mas pode não concorrer às eleições de outubro caso a Justiça Eleitoral indefira sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa.

A programação no hotel inclui, ainda, encontro fechado com pré-candidatos a deputado estadual e federal pela legenda às 17h e uma palestra sobre a conjuntura política do país em evento aberto, às 19h. A estimativa dos organizadores do evento é a de que mais de mil pessoas compareçam à palestra da noite.

Bolsonaro deve pernoitar no Hotel do Exército, no quartel de Amaralina. Na manhã do dia 25 concede entrevista à Rádio Metrópole e TV Aratu. O pré-candidato deve retornar ao Rio de Janeiro às 14h30, também em avião de carreira. Com informações do Jornal A Tarde.