Plantão Policial

Petroleiros anunciam greve de 72 horas a partir da próxima quarta-feira

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados decidiram neste sábado (26) entrar em greve nacional de 72 horas a partir de 0h da próxima quarta-feira (30). A categoria cobra diminuição dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis. 

Além disso, pede a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente, que, "com o aval do governo Michel Temer, mergulhou o país numa crise sem precedente", de acordo com nota divulgada pela FUP. 

Para este domingo (27) os trabalhadores planejam realizar atrasos e cortes de rendição nas quatro refinarias e fábricas de fertilizantes que estão em processo de venda, inclusive na Refinaria Landulpho Alves (RLAM) e na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia (Fafen-BA), localizadas em território baiano. 

"A atual política de reajuste dos derivados de petróleo, que fez os preços dos combustíveis dispararem, é reflexo direto do maior desmonte da história da Petrobrás", criticou a FUP no comunicado deste sábado (26). BN.