Plantão Policial

Mulher morta em acidente em SSA voltava do pediatra com filho e marido

A assistente social Ana Carolina Andrade, 32 anos, morta durante um acidente de carro na Avenida Paralela, tinha acabado de sair de uma consulta pediátrica com o filho Caio Andrade, de três meses, e com o marido, o técnico em elétrica Leandro Nery, 36. 

A vítima seguia para casa, localizada no bairro do Jardim das Margaridas, em Salvador. Ela havia se mudado para a cidade há dois anos, assim que se casou com Nery.

Na tarde desta terça, ela ainda resolvia questões burocráticas sobre o sepultamento da sobrinha, no Instituto Médico Legal (IML). Ana Cristina conta que ficou sabendo do acidente através de um telefonema. “Alguém viu na televisão e me ligou pra avisar. Meu chão caiu”, relembrou ela.

Bastante abalada, Ana falou sobre os últimos momentos que teve com a sobrinha, no domingo (1º). “Nos reunimos no almoço de Páscoa. Eu estava com ela. É difícil acreditar no que aconteceu”, comentou.

Ana Carolina cresceu no bairro de Vista Alegre, no Subúrbio Ferroviário. Ela trabalhava na Fundação José Carvalho há oito anos. Já o marido, Leandro, cresceu na região da Avenida Vasco da Gama.
Pai e filho passam bem, mas ainda devem passar a noite do Hospital São Rafael, segundo a tia da vítima. Ela disse que chegou a conversar com a pediatra que atendeu o bebê. “Caio está aparentemente bem, mas ele vai ficar no hospital por questões de segurança”, afirmou.

Leandro está com um colar cervical por causa do impacto do acidente e ainda vai ser submetido a exames. O sepultamento de Ana Carolina vai ocorrer nesta quarta-feira (4), às 16h30, no cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília. Com informações do Correio24hs.