Plantão Policial

Mulher decide assumir homossexualidade aos 91 anos: “Meus pais não teriam entendido”

Mantendo um relacionamento homossexual há 20 anos, a inglesa Barbara Hosking decidiu assumir que era gay aos 91 anos.

Hosking resolveu contar sua história através da autobiografia intitulada “Além dos meus limites: Memórias de uma Desobediente Funcionária Pública”.

“Meus pais não teriam entendido e teriam ficado chocados. Eles me amavam muito, mas meu pai era um homem à moda antiga, convencional. 

Minha mãe provavelmente teria pensado que foi uma escolha difícil e infeliz para eu ter feito”, disse a ex-funcionária pública, em entrevista à BBC Radio 5.

Barbara Hosking trabalhou para dois primeiros-ministros britânicos, Edward Heath e Harold Wilson, além disso, ela também foi executiva de televisão, combatendo o sexismo e defendendo a equiparação salarial entre homens e mulheres. As informações são do site Uol.