Plantão Policial

Cinco pessoas são beneficiadas com doação de órgãos de jovem morto em Salvador

Cinco pacientes que sofriam na fila à espera de um órgão foram beneficiados com a doação dos órgãos do estudante Kaíque Moreira Abreu, 22 anos. O jovem morreu depois de ser agredido quando voltava do Carnaval, no bairro da Graça, na sexta-feira (9). Ele foi socorrido com vida, mas teve morte cerebral cinco dias depois.

Segundo a coordenadora da Central de Transplantes da Bahia, Rita de Cássia Pedrosa, foram transplantados os dois rins, o fígado e as duas córneas do estudante. Os transplantes aconteceram nesta sexta (16), uma semana depois do jovem ser agredido, e beneficiou cinco pessoas.

"Eram pacientes que estavam aguardando na fila por rins, fígado e córneas. Não podemos aceitar a doação do coração porque a vítima teve uma parada cardíaca, nem os pulmões porque ele ficou muito tempo no hospital, cerca de uma semana. Os outros cinco órgãos foram transplantados hoje e todos os pacientes passam bem. Ele (Kaíque) ajudou a salvar cinco vidas", afirmou.

Por uma questão ética, os nomes das pessoas beneficiadas e dos hospitais onde os procedimentos aconteceram não podem ser divulgados, mas todos os órgãos foram transplantados na Bahia e para pacientes baianos. A família de Kaíque decidiu fazer a doação depois que lembrou que o estudante comentou com a mãe dele, no ano passado, que quando morresse gostaria que seus órgãos fossem doados. Com informações do Correio24hs.