Plantão RN

VÍDEO: Drink explode e deixa turista em chamas dentro de bar

Estávamos olhando o garçom fazer o drink. Do nada, veio uma chama muito grande na direção das pessoas. Era muito quente. Começou uma gritaria e várias pessoas passaram a correr. Quando olhei para trás, vi a minha namorada em chamas. O cabelo dela estava todo pegando fogo. Não sabíamos o que fazer. Foi aproximadamente um minuto de pânico e gritaria".

O relato acima pertence ao dentista Ricardo Santos, de 32 anos, morador de Brasília. Ao lado da namorada, duas irmãs e do companheiro de uma delas, Santos escolheu passar o Réveillon em Peruíbe, no litoral de São Paulo, sem imaginar que passaria pelo que ele considera um dos momentos mais 'assustadores' de sua vida.

Na madrugada da última sexta-feira (29), ele resolveu ir com o grupo ao Totem Beach Bar, localizado no bairro São João Batista. Eles estavam há menos de 10 minutos no local quando um barman começou a preparar um drink 'incendiário' para outros frequentadores. Como a preparação chamava atenção, muita gente começou a observar com admiração.

"Eram três ou quatro copos empilhados. Do nada explodiu e o fogo veio pra cima da gente. Pegou fogo na mesa toda. Quando aconteceu eu saí correndo. Vi a minha namorada em chamas e procuramos algo para apagar o fogo, mas não encontramos nem extintor e nem água. Todo mundo começou a gritar, em pânico, e tentou ajudar, até que finalmente apagou", lembra.

Várias pessoas foram atingidas pelo fogo. A namorada do dentista, porém, foi a mais afetada. Além do cabelo, que foi parcialmente carbonizado, ela perdeu as sobrancelhas e teve queimaduras em várias partes do corpo. Por conta da gravidade dos ferimentos, foi obrigada a passar a noite no hospital, em observação, recebendo cuidados. Um vídeo obtido pelo G1 flagrou o acidente.

"Foi tudo muito rápido. A preocupação de todos era com o fato do bar ser rústico. Tem muita madeira e, em alguns lugares, uma espécie de palha para cobrir. As pessoas ficaram chocadas e assustadas. O grande problema é que, depois de toda a situação, a casa continuou funcionando normalmente e não recebemos auxílio", reclama.