Plantão RN

Jovem é brutalmente assassinada por próprio irmão enquanto carregava pai cadeirante

A jovem Vitoria Caroline Ferreira Miranda da Costa, de 22 anos, faleceu sem prever que o próprio irmão, o açougueiro Pedro Miranda, de 19 anos, a atacasse pelas costas. O que está chocando a população de Mongaguá, no litoral de São Paulo, é que além do crime bárbaro, a vítima ainda estava carregando o pai dos dois, que é cadeirante. 

A jovem, que foi ferida nas costas, acabou falecendo. Enquanto isso, o irmão fugiu do local e ainda não encontrado pelas autoridades. O motivo do crime teria sido uma discussão entre os dois, em que a vítima teria dito ao irmão que o casamento dele tinha acabado e o suspeito deveria aceitar a situação.

O crime aconteceu ainda na última quinta-feira (4), na casa da família, que está localizada na Avenida Atlântica. Conforme informações do delegado titular de Mongaguá, Ruy de Mattos, Pedro matou a própria irmã na frente do pai dos dois, que não pode fazer nada. O idoso, aposentado de 66 anos, é cadeirante e estava sendo carregado pela filha no momento do assassinato.

O delegado contou que Vitoria estava colocando o pai para dormir no momento em que recebeu a primeira facada nas costas. Mattos contou que Pedro utilizou muita brutalidade para atacar a própria irmã. Além de ter sido atingida por trás, a vítima ainda teve o rosto desconfigurado e recebeu golpes nos seios e embaixo dos braços. Pedro pegou a sua moto e fugiu do local. As autoridades já pediram a prisão do suspeito, no entanto o criminoso não foi identificado.

A relação de Pedro com os familiares não era nada boa. O suspeito já tinha três registros na delegacia da cidade. Uma por violência doméstica, contra a irmã, outra por maus-tratos, contra o própria pai, e uma terceira por roubo de estabelecimento.

A mulher em questão, citada por Vitoria, morava com Pedro há dois anos na casa do pai, que sustentava o casal. No entanto, o aposentado pediu para que os dois se mudassem de lá. Não foi necessário, antes da mudança, a mulher abandonou Pedro por causa de brigas constantes e a vida que o rapaz levava.

No momento em que assassinou a irmã, o suspeito teria ingerido uma grande quantidade de bebida alcoólica. Quando ouviu o que Vitoria disse, Pedro perdeu o controle e foi para cima da irmã. A jovem tentou se defender, mas não conseguiu. O pai assistiu tudo e não pôde fazer nada, nem chamar ajuda. O corpo foi encontrado pela ex-mulher do criminoso, que logo chamou socorro.