Plantão Policial

Solto após agressão, médico volta e mata ex-mulher

A professora Danielle Christina Lustos Grohs foi achada morta dentro de casa em Palmas, no Tocantins, na noite da segunda-feira (18). O marido da pedagoga, o médico Álvaro Ferreira da Silva, é o principal suspeito e está foragido. Ele havia sido preso no sábado e foi solto após audiência de custódia no domingo. As informações são do G1 TO.

O advogado de Danielle, Edson Monteiro de Oliveira Neto, afirmou que Álvaro já tinha ameaçado a professora de morte várias vezes. O corpo dela foi achado de bruços na cama, com sinais de enforcamento. A polícia foi acionada pelo próprio defensor, que passou o dia tentando entrar em contato com Danielle sem sucesso.

O casal viveu junto por quase 20 anos, de 1997 a 2016. A separação no ano passado não foi amigável. Irritado, Álvaro chegou a ordenar que a água do imóvel onde a ex-mulher ficou fosse desligada. Eles tinham brigas contantes. No sábado, ele invadiu a casa e tentou esganar a ex-mulher, quando foi preso em flagrante. Na queixa contra o marido, a professora disse ainda que Álvaro descumpriu uma medida protetiva que o obrigava a não se aproximar dela.