Plantão Policial

Operação Adsumus cumpre mandatos de prisão em Salvador, Lauro de Freitas e Cruz das Almas

O Ministério Público do Estado da Bahia deflagrou, hoje (18/12), a sexta fase da Operação Adsumus, com o objetivo de reprimir delitos contra a administração pública, lavagem de dinheiro e licitações e contratos fraudulentos praticados entre os anos de 2012 e 2016 no âmbito das Prefeituras de Muritiba e Santo Amaro, na Bahia.

A operação, que foi deflagrada em Salvador, Lauro de Freitas e Cruz das Almas, cumpre cinco mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Santo Amaro e pela Vara Criminal de Muritiba.

​No período investigado, o Ministério Público apurou que cerca de R$ 20 milhões foram desviados pela gestão passada da Prefeitura de Santo Amaro por meio da aquisição fraudada de material de construção, aluguel de máquinas e veículos, e em licitações de obras públicas.

​Por meio de colaboração premiada, homologada pelo Tribunal de Justiça da Bahia no ano de 2016, foi possível ainda descobrir novos desvios milionários através de fraudes na aquisição de combustível junto à RL DERIVADOS DE PETRÓLEO e na contratação do serviço de limpeza pública junto à empresa MRC CONSTRUÇÕES, que possui atuação nos municípios de Santo Amaro e Muritiba.

​A sexta fase da Operação Adsumus busca reafirmar a união do sistema de defesa social no combate à corrupção no estado da Bahia. ​A ação conta com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI), de promotores de Justiça da Bahia e das Polícias Rodoviária Federal e Militar, que auxiliam no cumprimento dos mandados nos municípios de Salvador, Lauro de Freitas e Cruz das Almas.