Plantão Policial

Jovem é morta com 15 tiros por PM após discussão em festa

Um policial militar matou uma jovem depois de uma discussão numa festa em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, na noite dessa quinta-feira (8). Ele foi preso, passou por exame de corpo de delito e foi levado para O Batalhão Prisional da PM, em Niterói, na Região Metropolitana.

Segundo os agentes, o PM Jorge Luiz Aguiar estava em uma festa que acontecia no bairro e exigiu que diminuíssem o som do funk que um grupo de jovens escolheu, mas os frequentadores da comemoração se recusaram. Ele deu mais de 15 tiros em uma mulher identificada como Hayssa Alves, de 21 anos, com quem havia discutido momentos antes.

"O início da discussão entre Jorge Luiz e a vítima Hayssa que levou ao homicídio da vítima Hayssa se deu em razão do PM reclamar do tipo de música [funk] que a vítima e suas amigas colocaram para tocar no evento de confraternização em que estavam. Um conhecido do PM Jorge Luiz, que estava com ele, inclusive foi quem convidou Hayssa e amigas", afirmou Fábio Cardoso, delegado titular da Divisão de Homicídios da capital.

Ferida, a jovem chegou a ser levada para o Hospital Rocha Faria, no mesmo bairro, mas não resistiu aos ferimentos. Na página da jovem em uma rede social, amigos lamentaram a morte e deixaram inúmeras mensagens. "Que Deus te receba de braços abertos, vai deixar saudades!", disse um amigo. Uma amiga lamentou a morte. "Senhor, quanta crueldade".

Inicialmente, Jorge Luiz foi levado para a 35ª DP (Campo Grande) e depois para a Divisão de Homicídios. Agora ele está preso no Batalhão Prisional da PM, em Niterói, na Região Metropolitana.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi encontrado tentando se desfazer de sua arma numa rua próximo ao local do crime. Após a abordagem, os policiais constataram que ele também era PM. Segundo a Polícia Civil, agentes estão realizando diligências em busca de mais informações sobre o crime. Com informações do G1.