• Plantão Recôncavo News

    quinta-feira, 5 de outubro de 2017

    Hotelaria de Cachoeira tem 100% de ocupação com Festa Literária

    Com estimativa de atrair mais de 20 mil visitantes, a 7ª Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) promove ocupação total na rede hoteleira da cidade durante os dias do evento, que começa nesta quinta-feira (5) e prossegue até domingo. Nesta quarta-feira, véspera da festa, restavam poucas vagas em alguns hotéis e pousadas, com perspectivas de atingir a lotação máxima de quinta para sexta-feira.

    Hospedagens como as pousadas Convento do Carmo e Pai Thomaz, além da Pousada Paraguaçu, esta na cidade vizinha de São Félix (separada de Cachoeira por uma ponte de 365 metros), estão com seus apartamentos 100% ocupados.
    Praticamente, apenas os hotéis que trabalham com pacotes para os quatro dias ainda dispõem de vagas. É o caso da Pousada Treze de Março. “Dos 16 apartamentos que temos, restam apenas três ou quatro para ocupar”, diz a recepcionista Angélica Magalhães.

    O Cachoeira Apart Hotel, situado no centro de Cachoeira, só dispunha de uma vaga um dia antes do início do evento. “Normalmente, chegamos a 100% de ocupação na Flica”, afirma o gerente Josevaldo Oliveira.
    “A cada ano, cada vez mais pessoas vêm para o evento, e considero que a Flica tem mais peso hoje que a própria Festa da Boa Morte, com procura três a quatro vezes superior”, acrescenta o funcionário, que faz um comparativo entre a festa literária e o evento religioso mais tradicional de Cachoeira.

    Além dos hotéis e pousadas (mais de 15 em Cachoeira e cerca de quatro em São Félix), a região costuma oferecer hostels, flats, casas de temporada e a chamada meia hospedagem, ou residências que alugam aposentos, para receber os visitantes que chegam para a Flica.