• Plantão Recôncavo News

    quinta-feira, 28 de setembro de 2017

    Garota é morta a tiros ao tentar filmar briga entre vizinhos com celular

    Faleceu na manhã desta quarta-feira (27), no Hospital de Cataguases, a jovem Willyene Mathias Siqueira, 22 anos. Ela foi alvejada com dois tiros no rosto após tentar filmar, com um celular, uma briga de vizinhos em Santana de Cataguases, no estado de Minas Gerais e acabou filmando o momento em que foi baleada. O vizinho de 40 anos, já se encontra preso e agora deverá responder por homicídio. A jovem estava internada na UTI do Hospital de Cataguases deste sábado (23), quando o crime ocorreu. 

    A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. Segundo informações de vizinhos a jovem deixa 3 filhos. O horário do sepultamento ainda não foi divulgado. Até o fechamento desta matéria o corpo ainda não havia chegado em Santana de Cataguases onde será sepultado porque deverá passar por exame de necropsia, solicitado pela Polícia Civil. Uma discussão entre vizinhos em Santana de Cataguases por volta das 15h40 deste sábado, na Rua José Artur Venturine, acabou vitimando uma jovem de 22 anos com dois tiros na região da cabeça. 

    Segundo informações de testemunhas, a vítima já teria discutido com seu vizinho há algum tempo, por causa de um briga entre os filhos de ambos. Neste sábado, o vizinho começou a se desentender com sua esposa e no momento em que saiu para a rua, a vítima teria começado a filmar com um aparelho celular, ocasião em que o homem, de 40 anos, disparou contra a jovem vindo acertar dois tiros na região da cabeça. Ela foi socorrida em estado grave para o Hospital de Cataguases, mas não resistiu. 

    Após o fato, a Polícia Militar deu inicio a buscas para tentar localizar o autor que havia fugido, porém, horas depois, sob o comando do tenente Lacerda, os policiais retornaram e tiveram êxito em encontrar o homem dentro de sua residência onde o mesmo recebeu voz de prisão em flagrante delito. Com ele foi apreendido um revolver calibre 38 com três munições intactas e três deflagradas. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em Leopoldina para as demais providências.