• Plantão Recôncavo News

    sexta-feira, 18 de agosto de 2017

    Operação da Policia Civil prende 15 traficantes na Bahia e Sergipe

    Quinze pessoas foram presas pela 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Alagoinhas, durante operação para o cumprimento de 34 mandados de prisão preventiva e 34 mandados de busca e apreensão, na quinta-feira (17), nas cidades de Rio Real, na Bahia, e Indiaroba e São Cristóvão, em Sergipe. A polícia sergipana também participou do evento, que mobilizou 140 policiais civis baianos, entre delegados, investigadores e escrivães, além de mais de 30 viaturas. De acordo com o delegado Jobson Lucas Marques, titular da Delegacia Territorial (DT), de Rio Real, que esteve à frente da operação, os presos integram uma organização criminosa que estava sendo investigada há mais de 10 meses por suas equipes.
    Com sede naquela cidade, a quadrilha é responsável por mais de 20 homicídios, todos de traficantes rivais ou usuários com dívidas de droga. O bando também está envolvido com roubos, torturas, sequestros e extorsões. Dez quilos de maconha e outras 300 trouxas da droga foram apreendidos, além de oito papelotes de cocaína, uma arma e 11 celulares. A organização, composta por aproximadamente 40 integrantes, possuía, segundo o delegado, uma hierarquia estruturada, com divisão de tarefas delimitadas e poder de intimidação. Liderada por André Luiz Conceição Ferreira, que está preso no Presídio de São Cristóvão, em Sergipe. Ele comanda a organização por meio da companheira Iraíldes Santos de Sá, a “Tico”, que repassa as ordens ao grupo. 
    O braço direito de André era Luiz Alex Sá Santos, o “Alex Neguinho”, residente em Indiaroba, e principal alvo preso na operação. A operação contou com a participação das equipes das delegacias territoriais (DTs) de Rio Real, Catu, Olindina, Itapicuru, Esplanada, Aporá, Acajutiba, das delegacias de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Alagoinhas e Feira de Santana, da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (CATI), do Departamento de Polícia do Interior (Depin), do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Coordenação de Operações Especiais (COE), das 1ª e 2ª Coorpins, de Feira e Alagoinhas, respectivamente, Polinter, Serviço de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SSP/BA) e equipes da GERB, da Polícia Civil de Sergipe.