• Plantão Recôncavo News

    quarta-feira, 15 de março de 2017

    SAJ: Decisão do Ministério Público obriga Prefeitura retirar camelôs das vias públicas

    Foto: INFOSAJ.
    Quem circula diariamente pelo Centro de Santo Antônio de Jesus já deve ter percebido que está bem mais complicado caminhar pelas ruas e calçadas. Em pleno horário comercial, é preciso disputar espaço com ambulantes irregulares, que oferecem todos os tipos de produtos, desde tênis e bolsas falsificados, cigarros, DVDs piratas, passando por cadeados, panos de prato, fones de ouvido, brinquedos e até frutas e verduras. Enquanto os camelôs ilegais parecem se multiplicar a cada dia, desafiando as autoridades e a fiscalização.
    O site INFOSAJ fez uma matéria mostrando a dificuldade que os transeuntes tem ao percorrer as vias de maior movimento da área central de Santo Antônio de Jesus durante a tarde desta terça-feira (14), e flagrou inúmeros ambulantes com suas mercadorias expostas de maneira improvisada sobre caixas de papelão, caixotes de madeira ou lonas estendidas no chão, obstruindo a passagem. No vaivém das pessoas, a clientela experimenta produtos, negocia preços e mantém a cadeia da ilegalidade.
    o promotor de Justiça Julimar Barreto falou ao site INFOSAJ sobre a questão dos ambulantes irregulares que fazem uso de solo no município. Na oportunidade, o promotor também falou sobre uma ação pública sobre ordenamento do solo no município que obriga a Prefeitura Municipal a retirada de camelôs, mesas e cadeiras expostas em vias públicas. Julimar ainda fez um convite para uma audiência pública que acontece na próxima terça-feira (21), na Câmara de Vereadores a partir das 18 horas.