• Plantão Recôncavo News

    domingo, 19 de fevereiro de 2017

    RECÔNCAVO: Preso homem acusado de matar vendedora evangélica a pauladas e predradas

    Um homem foi preso suspeito de ter matado à pauladas Antônia Oliveira da França, 38 anos, que trabalhava como vendedora autônoma em Cachoeira e era evangélica da religião Testemunha de Jeová. O crime aconteceu na zona rural do município de Cachoeira, no Recôncavo baiano, no dia 03 de fevereiro. Clerisvaldo da Hora Ferreira, conhecido como “Tina”, 23 anos, foi preso em casa. Ele nega participação no crime, mas caiu em contradições durante o depoimento. Segundo o titular da Delegacia de Cachoeira, Eduardo Coutinho, a polícia chegou até Clerisvaldo através dos depoimentos das testemunhas e solicitou a prisão temporária do suspeito.
    Ele mora no povoado de Ladeira de Padre Inácio, mesma zona rural onde a vítima vivia e onde foi assassinada. O suspeito foi preso em casa. “Pedimos a prisão temporária dele e a Justiça acatou. O mandado foi expedido nesta sexta-feira e foi cumprido pela manhã. Ele foi ouvido, caiu em contradição e algumas informações que ele deu também foram conflitantes com os relatos das testemunhas”, afirmou o delegado. Clerisvaldo disse para a polícia que no dia do crime um familiar o havia levado em uma motocicleta até as imediações da casa da vítima – distante do local do crime – e que no momento do assassinato ainda estava por lá. O familiar ouvido, no entanto, afirmou que o deixou em uma porteira, no meio do caminho e próximo ao local do crime.
    Antônia foi morta em uma noite de sexta-feira quando voltava para casa. Ela foi abordada em uma estrada de barro e arrastada até um matagal onde foi atingida diversas vezes por golpes de pau, a maioria na cabeça. A vendedora ficou desaparecida até a manhã do dia seguinte, quando o corpo foi encontrado por alguns moradores. Tina foi preso no dia do crime, mas foi liberado algumas horas depois. Ele nega participação no assassinato. Essa foi a segunda vez que ele foi preso. Em dezembro de 2012, Clerisvaldo foi detido por agredir um familiar. O corpo de Antônia foi sepultado no mesmo dia em que foi encontrado e moradores realizaram um protesto por conta do crime, na época. Fonte: Ibahia.