sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Recôncavo News

Quatro bandidos acusados de matar casal morrem em confronto com a PM na Bahia

Quatro homens ainda não identificados, foram mortos em confronto com o (PETO), Pelotão de Emprego Tático da Polícia Militar, na noite desta quinta-feira (2), por volta das 18:30hs. A ação se deu quando guarnições da PM, realizava diligências a procura dos criminosos que assassinaram um casal de agricultores, numa região conhecida como Rio Pardo, zona rural de Camacan. 

O crime ao casal ocorreu na madrugada desta quarta-feira (1º). Erlani Barreto, mais conhecida como “Vanda”, 53 anos e seu marido Nivaldo Moreira, “kikto”, 61 anos, foram assassinados com disparos á queima roupas. Todos os tiros, foram na cabeça. 

O casal foi vítima de cinco bandidos armados que invadiram a fazenda e mataram por vingança, por chegarem a errada conclusão que Kito e Vanda teriam denunciado os mesmos, em uma ação de furto realizada pelo bando recentemente. 

Quando os policiais chegaram ao local, os bandidos resistiram á prisão, tendo início a um gigantesco tiroteio, onde eles acabaram sendo atingidos e foram mortos. As guarnições ainda deram socorro aos atingidos, mas quando chegaram a emergência da Fundação Hospitalar de Camacan, já chegaram sem os sinais vitais.

Com os homens, os policiais encontraram dois revolveres 32 e um 38, facas, além de três espingardas de cartucho, celulares, mais de duzentos gramas de pasta base de cocaína, trinta e oito buchas de maconha, pedaços médios de maconha, balança de precisão, toca ninja, cartões de créditos roubados, muitos relógios furtados em lojas, lanternas, carteiras de bolso e uma quantia de R$ 217 reais em especie. 

O delegado Franceso Denis da Silva Santana, informou que todos os indivíduos, estavam sem identificação, e apenas um deles foi reconhecido como sendo Joabe, que faz parte da quadrilha que vem aterrorizando Camacan e zona rural. Um deles que é considerado o chefe do bando está foragido. 

Segundo ainda a autoridade policial, como eles não foram identificados, será expedida uma guia de identificação criminal para o DPT de Itabuna, para que seja anexa da ao lado da perícia. Os corpos estão no necrotério do cemitério Jardim da saudade, e serão trasladados para necropsia no Departamento de Polícia Técnica de Itabuna (DPT). As buscas ao restante da quadrilha continua. Fonte: Jornal O Tempo.