• Plantão Recôncavo News

    quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

    Locutor baiano envolvido com assalto a banco e tráfico é morto dentro de casa

    O locutor Léo Santos, conhecido como “Léo Fera”, foi assassinado dentro de casa na zona rural do município de Conde, a 187 km de Serrinha. O delegado que investiga o homicídio, André Silva, disse que o crime aconteceu por volta das 6h30 desta terça-feira (24/1) próximo ao distrito de Altamira. 

    Léo era dono de uma das vozes mais conhecidas na região, mas tinha envolvimento com o mundo do crime. “Ele começou com pequenos estelionatos, estava envolvido com o tráfico de drogas, roubo, formação de quadrilha e assalto a banco”, relata André.
    Ao delegado, a sogra da vítima disse que dois homens encapuzados chegaram e pediram para abrir a porta. O locutor foi atingido por vários tiros e morreu na hora. A Polícia Civil ainda não traçou uma linha de investigação para o assassinato, mas estima que seja acerto de contas. 

    “Léo não participava diretamente dos assaltos, apenas era informante, como houve aqui na cidade à casa do Prefeito e à uma agência bancária”, diz o delegado sem citar onde aconteceu o último crime. A vítima, ainda segundo Silva, tinha envolvimento com uma quadrilha ligada ao tráfico de Camaçari liderada por Bruno “Cabeça”. Fonte: Portal Cleriston Silva.