terça-feira, 8 de novembro de 2016

Recôncavo News

Turista brasileiro derruba e quebra escultura de São Miguel Arcanjo de 300 anos ao tirar selfie

Um turista brasileiro derrubou e quebrou uma escultura de São Miguel Arcanjo em um museu da capital portuguesa, Lisboa, no último domingo (06/11). A peça era feita em madeira e estava exposta no meio de uma sala sobre um pedestal. O acidente aconteceu porque o turista se aproximou demais da estátua para fazer uma selfie e acabou encostando na obra. O guarda que estava na sala relatou ao periódico português DN que chegou a repreender o turista, mas ele não escutou o aviso a tempo.

Segundo uma análise preliminar, deve ser possível fazer a reparação integral da peça barroca, que data do século 18, tendo portanto cerca de 300 anos. O item faz parte da coleção do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa, que conta com 82 salas de exposição e apenas 20 guardas. O diretor da instituição já tinha manifestado temor de que alguma obra fosse danificada pelos turistas dada a pouca quantidade de pessoal no local. Ao todo, são 64 funcionários no museu, e o acidente aconteceu justamente sob a supervisão de um guarda.

O turista desastrado tirador de selfies não foi identificado, tendo apenas sua nacionalidade revelada pelo museu. Um dos visitantes que testemunharam a ocorrência tirou a foto da obra danificada que você confere. A imagem foi inclusive postada no Facebook com legenda criticando a política de gratuidade da entrada no local nos primeiros domingos do mês. A publicação já foi removida da rede social.

Outro caso semelhante aconteceu em maio deste ano na cidade. Um turista — desta vez não era um brasileiro — escalou a fachada da histórica Estação do Rossio para tirar uma selfie. Ele derrubou e despedaçou completamente uma estátua também do século 18, essa de pedra, de D. Sebastião, monarca português que reinou entre 1557 e 1578. Fonte: Techmundo.