sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Recôncavo News

TRAGÉDIA NA BR-101: Cinco mortos em colisão entre táxi e caminhonete

Um trágico acidente deixou cinco pessoas mortas e uma ferida no KM 72 da Br-101 na tarde desta quinta-feira, 17. Entre os municípios de Maruim e Laranjeiras, uma caminhonete modelo S10, com placa de Retirolândia/BA, e um taxi Voyage, Propriá/SE, colidiram. O motorista do taxi e quatro passageiras morreram no momento do impacto. O condutor da caminhonete foi socorrido consciente por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Com a força do impacto, os veículos se deslocaram para a pista dupla que está em construção na rodovia. No local, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal isolou o perímetro do acidente e iniciou a perícia, mas nenhuma informação oficial pôde ser constatada acerca das circunstâncias da colisão.
Testemunhas no local informaram que o taxi seguia sentido Maruim, enquanto a caminhonete seguia para Aracaju. Uma ultrapassagem forçada e em alta velocidade pode ter sido um dos motivos da colisão, segundo suspeitas da PRF. Na colisão, o taxi foi atingido violentamente na parte lateral oposta do condutor. Objetos dos passageiros voaram por toda pista, enfatizando o cenário de tragédia. O motorista do táxi foi preliminarmente identificado como ‘Ademir’, os demais passageiros, até o fechamento desta reportagem, não foram identificados. O filho do taxista apareceu no local do acidente, e ficou desesperado ao saber do óbito do pai. Ele ficou sob o consolo de amigos durante horas.
Segundo informações do Samu, o condutor da caminhonete, identificado pelas iniciais J.S.S, 40 anos, no atendimento não apresentou sinais de fratura, estava consciente e orientado. Ele foi encaminhado à área verde trauma do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). O Instituto Médico Legal (IML) chegou ao local do acidente por volta das 16h30 para remoção dos corpos. Como os veículos que colidiram foram arremessados para a pista dupla em construção, o fluxo de veículos na BR-101 não apresentou longos congestionamentos. A PRF deve concluir o laudo do acidente em 30 dias. Fonte: Infonet - Ícaro Novaes e Verlane Estácio.