domingo, 27 de novembro de 2016

Recôncavo News

Tempestade causa misterioso surto de asma na Austrália; quatro pessoas já morreram

Quatro pessoas morreram e outras 1.870 ficaram com falta de ar, quando uma rara condição conhecida como “thunderstorm asthma” (“asma de tempestade”, em tradução livre) acometeu várias pessoas na cidade australiana de Melbourne, no início desta semana. Parece esquisito, mas esta asma induzida por uma tempestade é um assunto sério. Como reporta a Associated Press, uma tempestade que atingiu a cidade de Melbourne na última segunda-feira fez com que a chuva espalhasse pólen de azevém pela cidade.
O fluxo repentino de asma causada pelo pólen atacou um monte de moradores, incluindo pessoas que nunca tiveram asma. Como resultado, quatro pessoas morreram. Equipes de emergência disseram que atenderam mais de 1.870 casos. Isto é 6 vezes mais pacientes que o usual em uma noite de segunda-feira. Pelo menos 7 pacientes foram para a UTI do Royal Melbourne Hospital. George Braitberg, que é chefe do departamento de emergência do hospital, comparou a situação da noite de segunda-feira com a de uma zona de guerra. Em uma entrevista à TV local, ele disse: “Trabalho em emergência por 35 anos, e já trabalhei em alguns hospitais, e posso dizer que nunca vi nada parecido com isso antes.”
A Autralasian Society of Clinical Immunology and Allergy disse que é razoável pensar que a chuva aliviaria os sintomas da asma ao espalhar o pólen pelo ar. No entanto, teve o efeito contrário, fazendo com que algumas pessoas se sentissem ainda pior. No caso de Melbourne, o nível de partículas de azevém chegou a ser o dobro do que é considerado alto. Casos como este de “asma de tempestade” já foram reportados no Canadá, Itália e Estados Unidos. Em 1994, uma tempestade parecida atingiu Londres, o que fez 640 pessoas irem para o hospital. Fonte: Uol.