quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Recôncavo News

SEGURANÇA: 95 Delegacias da Bahia são contempladas com novos delegados

Um grupo de 95 novos delegados participou, na manhã desta terça-feira (22), na Academia de Polícia (Acadepol), da audiência interna para preenchimento das vagas em delegacias da Capital, Região Metropolitana e Interior. Respeitando a ordem de classificação no concurso, os profissionais foram fazendo suas opções e, a partir de 30 de novembro, se apresentam nas unidades escolhidas. Com a conclusão desta etapa, 18 delegacias de Salvador e Região Metropolitana e outras 77 do Interior foram contempladas com delegados. O evento começou com um discurso de boas vindas do delegado-geral Bernardino Brito Filho, que ressaltou a preocupação com a transparência e legitimidade do processo de preenchimento. Investigadores e escrivães passarão pelo mesmo processo nos próximos 15 dias.
A delegada Fernanda Maria de Almeida Asfori, de 30 anos, baiana formada na Universidade Católica de Salvador (UCSal), foi a primeira colocada no concurso e escolheu a 29ª Delegacia Territorial (DT/Plataforma) para dar início à sua carreira, e o motivo foi simples: identificação. Motivada, Fernanda disse que fez o estágio de adaptação funcional naquela unidade e foi recebida por colegas e comunidade de uma forma tão especial, que resolveu dar continuidade ao trabalho iniciado na região. “Me identifiquei muito com a unidade e com a maneira simples e humilde das pessoas de Plataforma e, por isso, preferi ficar lá e continuar o que comecei”, prometeu. O novo delegado Maurício Rocha Dias, 44, é um velho conhecido na Polícia Civil.
Investigador por 18 anos na instituição, foi a primeira vez que se arriscou a fazer o concurso para delegado e, felizmente, tudo deu certo. “Vou dar continuidade ao meu trabalho como sempre foi, agindo com zelo, de forma segura e privilegiando a parceria, mas agora como delegado”, avisou. Casado com uma policial, Maurício fez o seu estágio de adaptação funcional na Delegacia de Homicídios (DH), da região metropolitana, que tem sede em Camaçari, e agora vai trabalhar na Delegacia Territorial (DT), de Mata de São João. “Gosto muito do meu trabalho, ao qual sempre me dediquei, e agora o importante é estar preparado para esta nova missão”, considerou. O novo delegado Bruno Pereira Oliveira da Silva, 28, é alagoano de Maceió e, por trás de uma leve timidez, não esconde de ninguém que está muito motivado para dar início, efetivamente, à carreira que escolheu.
Para tanto, acredita que seu estágio de adaptação funcional na Delegacia Territorial (DT), de Simões Filho, foi uma etapa muito importante, na qual viu o quanto é grande o universo de trabalho numa unidade como esta. “O trabalho na delegacia de uma região metropolitana, grande como é a de Salvador, vale um aprendizado à parte”, avaliou Bruno, que escolheu a Delegacia Territorial (DT), de Valença. “Quero levar esse aprendizado para lá e ampliar este conhecimento, já que Valença está numa região dinâmica, onde a presença da polícia é importante”, ponderou. Solteiro, acredita que a adaptação à região será fácil, pois outro colega de curso de formação também optou pela cidade. “Isso ajuda muito a se estabelecer no local”, acredita. ASCOM PC-BA.