sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Recôncavo News

RECORDE: Cerimônia de casamento coletivo reúne 235 casais no interior da Bahia

Depois de quase 20 anos juntos, o casal Divaldo Alves de Oliveira e Renilda Adorno, resolveu oficializar a união e, na manhã desta quinta-feira (10), participou do casamento coletivo que aconteceu na 15º edição, na igreja Cristianismo sem Fronteiras, na Avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana. Com a alegria estampada no rosto, o casal celebrou o amor, a união e o companheirismo. Eles estão os 235 casais que participaram da cerimônia recorde, que é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso), através do “Projeto Casamento Coletivo: Família Cidadã” em parceria com o poder judiciário.
Segundo Divaldo, o casamento foi a realização de um sonho e a possibilidade de selar a união junto a Deus e à família. Renilda, que caprichou no visual de noiva e nos detalhes do penteado e do vestido, também era só felicidade e elogios ao seu marido. “Estou muito feliz. Espero só coisas boas desse casamento. Divaldo é uma pessoa maravilhosa e foi preparada por Deus para mim. Temos um relacionamento ótimo e não tenho nada a reclamar. Somos só alegria”, contou. Muito feliz com a realização do sonho de casar, a noiva disse ainda que estava com grande expectativa para a lua de mel. O casal vai aproveitar os próximos dias passando e desfrutando das belezas da capital. “Vai ter lua de mel sim. A gente vai viajar. Vamos aproveitar em Salvador”, pontuou.
Carlos Leão, membro da Secretaria de Desenvolvimento Social, disse que a proposta do casamento coletivo é alcançar as classes que têm menor poder aquisitivo e têm dificuldades de custear as despesas de uma cerimônia de casamento. Segundo ele, o projeto conta com algumas parcerias, como empresários da cidade e é uma iniciativa que permite aos casais realizarem o sonho do matrimônio. Ele destacou ainda que este ano não houve casamento de pessoas do mesmo sexo.
“É uma iniciativa que as pessoas têm realmente se alegrado em realizar seus sonhos. Este ano não teve casamento de pessoas do mesmo sexo. Houve pessoas que se inscreveram, mas não concluíram os documentos. O “Projeto Casamento Coletivo: Família Cidadã” é um sucesso”, ressaltou. Raimundo Carlos do Vale e Josenilda dos Santos de Jesus estavam na expectativa para a chegada do grande dia. Após cinco anos de relacionamento, eles decidiram casar. Raimundo contou que estava muito nervoso e ansioso, mas muito agradecido por oficializar o casamento com Josenilda. Fonte/Fotos: Acorda Cidade.