terça-feira, 29 de novembro de 2016

Recôncavo News

Mulheres de jogadores desmaiam, outras seguram chuteiras que ficaram no clube

Em Chapecó, parentes, técnicos e jogadores que não estavam no avião que transportava o time de futebol da Chapecoense que caiu na madrugada desta terça-feira na Colômbia estão reunidos na sede do clube. Em estado de choque, muitos familiares passam mal em meio à espera por notícias a respeito do acidente.
"As mulheres dos jogadores estão sentadas mexendo nas chuteiras que ficaram, tem caso de desmaio, ambulância vindo de meia em meia hora. Todas as mulheres dos jogadores vêm chegando, todos os que sobraram estão reunidos em estado de choque, ninguém acredita", disse à BBC Brasil Marcelo De Quadros Kunst, auxiliar técnico de goleiro da Chapecoense.
Segundo Kunst, há cerca de 200 pessoas reunidas na sede do clube em Chapecó. O auxiliar poderia estar no voo mas ficou no Brasil porque um técnico acompanha o time e o outro treina os reservas e os que, por algum motivo, não viajaram.A última vez em que ele viu os jogadores que estavam a bordo do avião foi no jogo contra o Palmeiras no Campeonato Brasileiro dois dias atrás. A Chapecoense faria sua primeira estreia internacional na final da Copa Sul-Americana jogando contra o Atlético Nacional de Medellín. Fonte: Esporte IG.